| /
| Foto: /

Atriz Brigitte Bardot completa 81 nesta segunda-feira (28). A vida da artista francesa mais famosa do século 20 é sinônimo de beleza, ativismo, cinema, música e modernidade. Veja 5 momentos fundamentais da carreira da la Bardot.

  • Em 1956, no balneário francês de Saint Tropéz uma garota francesa atrevida e exuberante mudou a imagem da mulher no cinema. Aos 21 anos, Brigitte Bardot interpreta no filme “E Deus criou a Mulher”, de Roger Vadim, o papel de da mulher que casa por despeito e se torna amante do cunhado, a quem amava de verdade. O filme, que lançou BB ao estrelato mundial, foi banido em alguns países na época de seu lançamento, por conta de suas cenas de nudez. E o cinema nunca mais foi o mesmo...
  • Reza a lenda que BB, com o casamento em crise, saiu com o compositor Serge Gainsbourg em 1967, mas o encontro entre os animais mais bonito e mais feio da França terminou com uma sonora “falha” de Gainsbourg. Para compensar, o genial músico teria escrito para ela a canção erótica fundamental: Je T’aime … Moi Non Plus
  • Brigitte passou o mês de janeiro de 1964, numa pequena vila de pescadores do litoral fluminense chamado Búzios com seu namorado na época, o playboy marroquino-brasileiro Bob Zagury. Bastou para mudar a vida do balneário que passou a ilustrar as capas de jornais e revistas de todo o mundo e se tornou um dos destinos turísticos mais importantes do Brasil.
  • BB foi uma das primeiras atrizes a ser “perseguida” por paparazzi, sendo, inclusive, a musa daquele que é tido como o primeiro de todos eles, Tazio Secchiaroli, que inspirou o personagem Paparazzo do filme La Dolce Vita, de Federico Fellini. A assessoria de Bardot chegava a informar os fotógrafos sobre o paradeiro da atriz para aumentar a cobertura da imprensa.
  • Em 1962, Brigitte Bardot, no auge da fama, começou o que seria sua batalha pelos Direitos Animais, denunciando a maneira como eram abatidos nos matadouros franceses. Na verdade, ela teria visto fotos mostrando as condições em que eles eram sacrificados. BB decidiu tornar-se vegetariana e começou o ativismo a qual tem se dedicado desde então.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]