Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Segundo dados da ANTT, Brasil conta com quase 1,4 milhão de caminhoneiros, entre profissionais autônomos e celetistas.
Segundo dados da ANTT, Brasil conta com quase 1,4 milhão de caminhoneiros, entre profissionais autônomos e celetistas.| Foto: Divulgação.
  • Por CCR Rodonorte
  • 19/11/2021 16:56

Os caminhoneiros estão entre as poucas categorias que tiveram seu trabalho classificado como “essencial” desde o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020. Quanto mais tempo a população permanecia em casa, mais esses profissionais trabalhavam, seja para fazer o transporte de produtos de primeira necessidade ou de outros tipos de artigo. Foi justamente nesse período que o e-commerce teve seu auge no Brasil, com um crescimento de 73,88% – dados do índice MCC-ENET, desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital (camara-e.net) em parceria com o Neotrust – e um aumento no faturamento de 83,68%.

Automaticamente, isso refletiu no aumento do volume de trabalho para os profissionais que atuam no segmento de transporte. Segundo dados de 2020 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o Brasil conta com 695.593 transportadores autônomos registrados, 695.320 celetistas, 209.529 empresas de transporte rodoviário de cargas e 422 cooperativas no setor.

ESTRATÉGIAS DE APOIO

Considerado um dos principais corredores rodoviários do país, o Paraná recebe um movimento diário de caminhoneiros vindos de todas as regiões do Brasil, que seguem para o Porto de Paranaguá ou para os outros estados do Sul. E para dar suporte sanitário a esses caminhoneiros que trafegam pelos 487 quilômetros de rodovias administrados pela CCR RodoNorte no Paraná, desde o início da pandemia a concessionária implantou estratégias para apoiar esses e outros profissionais e entidades que também estavam na linha de frente no combate à Covid-19.

Em tempo recorde, as equipes de atendimento da CCR RodoNorte iniciaram o funcionamento de pontos de apoio para os caminhoneiros nas balanças de São Luiz do Purunã (BR 277) e Mauá da Serra (BR 376). Inaugurados no final de março de 2020, os locais colocavam à disposição dos motoristas orientações das equipes de Atendimento Pré-Hospitalar (APH), higienização das cabines, além de verificação e troca de lâmpadas.

ALIMENTAÇÃO E HIGIENE

Em parceria com empresas da região, a concessionária fez a distribuição de mais de 50 mil kits de alimentação e higiene para os caminhoneiros.
Em parceria com empresas da região, a concessionária fez a distribuição de mais de 50 mil kits de alimentação e higiene para os caminhoneiros.| Crédito: Divulgação.

Em períodos mais críticos da pandemia, os caminhoneiros tinham dificuldades inclusive para encontrar locais abertos para fazer uma refeição. Como as diretrizes sanitárias mudavam de um município para outro, muitas vezes o motorista não podia sequer contar com o comércio localizado às margens das rodovias.

Nos pontos de apoio, a CCR RodoNorte realizou a distribuição de mais de 50 mil kits de alimentação e higiene. A iniciativa foi possível graças à parceria com empresas de setores como o de alimentação e de saúde, com o objetivo de garantir as condições necessárias de saúde para que os caminhoneiros pudessem continuar circulando com segurança.

O gerente de atendimento da CCR RodoNorte, Mauro Bertelli, destaca que desde o início do trabalho especial, o principal objetivo da concessionária foi ampliar a estrutura, a segurança e a prevenção para quem precisava trafegar pelas rodovias.

Os pontos de apoio funcionaram durante seis meses de 2020 e foram retomados em março deste ano, no período de restrições mais rígidas, no funcionamento de estabelecimentos comerciais na maior parte das cidades paranaenses.

TELEMEDICINA

As iniciativas públicas e privadas foram fundamentais para dar suporte para que a categoria continuasse trabalhando durante a pandemia. A CCR RodoNorte disponibilizou aos motoristas consultas médicas, on-line e gratuitas, com foco na Covid-19.

Os atendimentos eram feitos por chamada de vídeo. O primeiro passo era o levantamento da saúde dos pacientes, com questionamentos sobre doenças crônicas, histórico familiar e hábitos para entender como esses profissionais cuidam da saúde. Caso fosse identificado algum sintoma da doença ou queixa recorrente, o motorista recebia orientações médicas para dar prosseguimento ao tratamento, evitando complicações.

Equipes da CCR RodoNorte deram apoio à vacinação de mais de 1,2 mil caminhoneiros que receberam a dose contra a Covid-19.
Equipes da CCR RodoNorte deram apoio à vacinação de mais de 1,2 mil caminhoneiros que receberam a dose contra a Covid-19.| Crédito: Divulgação.

Outra ação fundamental no combate à doença foi a estratégia para apoiar a imunização dos caminhoneiros que passavam pela região de Ponta Grossa. Em apoio às ações da prefeitura do município, a CCR RodoNorte mobilizou suas equipes para realizar a vacinação de mais de 1,2 mil caminhoneiros que passaram pelo trecho urbano da BR-373, trazendo alívio para os profissionais que trabalham diariamente na estrada.

Para David Rodrigo, 31 anos, a iniciativa facilitou o cotidiano dos motoristas. “O mais importante é ter essa possibilidade de ser vacinado na rodovia. A gente não tem tempo de marcar e disponibilizar um horário para ir até uma unidade de saúde. Sempre estamos na correria e viajando, então facilitou bastante”, comenta o motorista, que, assim como seus colegas vacinados na estrada, recebeu a vacina da Janssen, que garante a imunização com uma única dose.

MÁSCARAS

As máscaras se tornaram itens indispensáveis e obrigatórios na rotina de todos no combate ao vírus da Covid-19. Em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, a CCR RodoNorte fez a distribuição de máscaras para caminhoneiros, mecânicos e funcionários de empresas deste setor nos municípios de Ponta Grossa e Campo Largo. Além disso, a concessionária entregou um lote com 4 mil máscaras para a 3ª Regional da Secretaria Estadual de Saúde (SESA), responsável pelas ações da pasta em Ponta Grossa e nos municípios da região dos Campos Gerais.