Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Mais do que apenas usar eletrônicos, alunos das escolas do futuro aprendem a resolver problemas e desenvolver liderança com a tecnologia
Mais do que apenas usar eletrônicos, alunos das escolas do futuro aprendem a resolver problemas e desenvolver liderança com a tecnologia| Foto: Shutterstock
  • Por Colégio Amplação
  • 13/10/2021 13:28

Os pais das novas gerações ainda estão aprendendo a administrar o desafio que é educar filhos na era da internet. Se o uso das telas como intermediadoras entre as crianças e o mundo é inevitável, como utilizar esses recursos de forma produtiva, que estimule todas as habilidades necessárias nessa fase formativa da vida?

Algumas escolas já encontraram caminhos possíveis. Instituições de ensino adeptas da educação inovadora, como o Colégio Amplação, em Curitiba, adotaram vertentes revolucionárias e criativas para aproximarem tecnologia e ensino com resultados surpreendentes.

Tecnologia e educação: como funciona esse encontro?

Não tem jeito: os dispositivos eletrônicos já fazem parte da rotina de forma insubstituível  — seja nas automações que acendem luzes, trancam portas ou trocam o canal da televisão por comando de voz; seja no tablet que seu filho usa para assistir desenhos animados na sua plataforma de streaming preferida; seja nos celulares que estão constantemente nas mãos dos adultos.

Embora a tentação de blindar as crianças da tecnologia seja grande para algumas famílias, a resistência apenas adia um contato inevitável.

O presente é tecnológico e o futuro mais ainda. Conceitos que pareciam pertencer à ficção científica, como robótica e inteligência artificial, se tornam cada vez mais comuns e acessíveis.

Por isso, é fundamental garantir que as novas gerações construam relações saudáveis com esses recursos, se ambientem com as ferramentas, e, principalmente, se beneficiem de todos os horizontes que as possibilidades mais modernas podem oferecer.

Um dos caminhos para esse objetivo está no ensino híbrido, uma das maiores tendências da educação no século XXI. Essa metodologia tem como objetivo mesclar a tecnologia com o ambiente de sala da aula, aliando métodos de aprendizado online, tanto de forma remota, como presencial. Esse cenário, em que o Amplação é pioneiro, incentivou as instituições a refletirem sobre a organização das salas de aula, o planejamento pedagógico, entre outros aspectos.

Saiba como a tecnologia é aplicada para formar os alunos do Colégio Amplação

Tecnologia como facilitadora do ensino

No Colégio Amplação, o ensino híbrido é utilizado com os professores como guias, mesclando muita disciplina com a interação multissensorial com outros espaços da escola, estimulando habilidades que vão muito além de apertar botões ou navegar na internet.

A assistente pedagógica do Amplação, Mariane Pinheiro Peixoto, explica que o sucesso do casamento entre tecnologia e educação se dá na conexão constante entre aluno e espaço físico, que transforma a modernidade em uma ferramenta de aprendizagem enquanto incentiva o contato com o mundo ao redor. “Aqui, todos os espaços são pensados para essa integração, rompendo os muros da escola tradicional”, define.

Na instituição, a tecnologia é o que alguns educadores chamam de recurso agregador — utilizado para trazer novas abordagens sem prejudicar a essência do ensino. A escolha para a aplicação prática do conceito foram os materiais didáticos do sistema SAE Digital. Com o apoio da plataforma, os professores utilizam soluções como realidade aumentada e jogos educativos, sempre adaptados para a faixa etária.

Os softwares adotados contam com atividades que estimulam a liderança, o raciocínio lógico e a capacidade de resolver problemas. Todas as habilidades desenvolvidas são práticas e úteis também na vida offline.

Conheça o método de ensino dinâmico do Colégio Amplação

As estratégias para trabalhar essas questões são variadas. A coletividade, por exemplo, é incentivada em todas as salas de aula, que aboliram o modelo de carteiras enfileiradas em prol de ilhas estações de trabalho, onde os estudantes sentam em equipes e decidem em grupo o que irão estudar e como será feita a pesquisa.

Nesses espaços, os debates e assembleias são incentivados para que os estudantes possam, desde o ensino fundamental, aprender a defender seus pontos de vista de maneira assertiva, mas respeitosa, e ao mesmo tempo a ouvir e ponderar as opiniões dos colegas, fazendo concessões e reconhecendo qualidades mesmo em posicionamentos contrários aos seus.

“A materialização desse conceito está na prática do ensino híbrido, nas estações de trabalho inovadoras em salas de aula 360º e outras inúmeras metodologias ativas que aplicamos, propondo a integração e o trabalho em equipe”, explica a assistente pedagógica da instituição, Mariane Pinheiro Peixoto.

Saiba como funcionam as salas de aula 360º e outros recursos estruturais do Amplação

Para saber mais sobre o uso revolucionário da tecnologia no Colégio Amplação, entre em contato com a equipe pedagógica e saiba tudo que o ensino híbrido pode fazer pelo futuro dos seus filhos.