Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Card da campanha Declare o Bem no seu Imposto de Renda.
Card da campanha Declare o Bem no seu Imposto de Renda.| Foto: Reprodução

Sensibilizar a população a destinar parte do Imposto de Renda (IR) a projetos e fundos incentivados fiscalmente é o objetivo da campanha Declare o Bem no seu Imposto de Renda. A iniciativa é liderada pelo Instituto GRPCOM (IGRPCOM), Grupo Marista e Instituto Positivo com apoio do Conselho Regional de Contabilidade, Grupo Brasil de Empresas de Contabilidade e mais de outras 30 organizações. Qualquer pessoa pode, até 30 de abril, data limite da declaração do IR, doar no máximo 6% do imposto para entidades.

Em meio à pandemia de coronavírus e à crise financeira agravada pela doença, a atuação do terceiro setor tem sido ao mesmo tempo mais importante e mais difícil.

Pesquisa realizada pelo Instituto GRPCOM com ONGs de todo o Paraná apresentam a dureza do cenário atual. Entre os meses de março e outubro, 35% das ONGs pesquisadas precisaram suspender suas atividades; e 41% correm o risco de não conseguir se manter financeiramente nos próximos meses, o que deixaria mais de 130 mil pessoas desassistidas.

Para Ana Gabriela Simões Borges, superintendente do IGRPCOM, as ONGs atravessam momento crítico. “Durante a pandemia estivemos muito próximos das organizações, e percebemos que a dificuldade financeira fez com que muitos projetos fossem paralisados, o que é lamentável”.

Chance de ajudar ainda é pouco aproveitada

Obrigação anual para empresas e pessoas físicas, a declaração de Imposto de Renda é uma chance ainda pouco aproveitada para beneficiar projetos e fundos que transformam a comunidade. É aí que entra a campanha: unindo pessoas físicas, empresas e organizações de todo o Paraná para reverter os historicamente baixos índices da destinação fiscal.

Rodolfo Schneider, gerente de Mobilização de Recursos do Grupo Marista, aponta ainda que as campanhas de doação do Imposto de Renda vão além do aspecto emergencial. Elas possuem, segundo ele, papel importante não só nos números da destinação, mas influenciam diretamente na cultura da doação. "Acreditamos que as campanhas de estímulo à cultura da doação são essenciais para que possamos enfrentar os grandes desafios sociais existentes, especialmente em momentos como o que estamos vivendo".

Desafios nunca faltaram para quem atua em prol da comunidade. Mas eles estão ainda mais contundentes. Eliane de Jesus, coordenadora do Aldeias Infantis SOS Brasil, tem sentido essa realidade diariamente. “No momento de pandemia em que estamos vivenciando, as ações precisam ser assertivas e rápidas, pois aumenta o número de famílias em vulnerabilidade e eleva o de participantes, tanto no serviço de Fortalecimento Familiar e Comunitário como nos serviços de acolhimento institucional na modalidade de casas-lares. Com a destinação do IR para as organizações, conseguimos dar continuidade aos serviços já existente e trazer as respostas de acordo com as necessidades das famílias”, explica.

É para tentar contribuir com a sequência desses projetos que a campanha Declare o Bem no seu Imposto de Renda foi criada. Parte da população ainda tem receio de fazer a destinação, e muitas ainda nem sabem dessa possibilidade. Por esse motivo, a Diretora executiva do Instituto Positivo, Eliziane Gorniak, destaca a importância de esclarecer o assunto. “As pessoas querem, sim, colaborar. No entanto, muitas ainda sentem-se receosas quando se trata de doação via declaração do imposto de renda. Por isso, campanhas como a 'Declare o bem no seu IR' são tão importantes e contam com o apoio de organizações tão representativas em nosso Estado. A campanha ajuda a esclarecer as dúvidas e ensina, passo a passo, como efetivar a doação”.

Como fazer a destinação

O período para realizar a declaração do imposto de renda 2021 já começou e vai até o dia 30 de abril. A doação do IR da pessoa física é realizada diretamente pelo Programa da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF), onde a pessoa escolhe quanto e para qual fundo quer destinar sua contribuição. A pessoa física pode destinar até 6% dos seus impostos, sendo 3% para o Fundo da Criança e adolescente e 3% para o Fundo do Idoso.

Para facilitar esse processo, a campanha montou uma cartilha com orientações, o Guia de destinação fiscal: saiba como declarar o bem no seu imposto de renda.

“A campanha tem como principal objetivo esclarecer a população que está em nossas mãos o poder de reverter essa situação. Todo contribuinte precisa fazer a declaração do imposto de renda. É uma ótima oportunidade para cumprir com a sua obrigação fiscal e ainda transformar vidas com um simples gesto. O site da campanha traz todas as informações e apoio que o contribuinte precisa na hora de fazer sua destinação”, afirma Jéssica de Moraes, gestora de projetos do Instituto GRPCOM e responsável pela campanha.

Veja mais informações sobre a campanha

Pessoas físicas

Empresas

ONGs:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]