Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Casal de ciclistas pretende pedalar 3 mil quilômetros para ajudar escola de alunos especiais.
Casal de ciclistas pretende pedalar 3 mil quilômetros para ajudar escola de alunos especiais.| Foto: arquivo pessoal

Numa aventura de 35 dias, um casal de ciclistas vai cruzar a América do Sul de Curitiba a Santiago, no Chile, numa pedalada de mais de três mil quilômetros em novembro. A viagem não é à toa: os dois pretendem arrecadar R$ 100 a cada quilômetro rodado – num total de R$ 309 mil repassados para viabilizar a reforma da Escola Mercedes Stresser, no bairro Alto, que oferece capacitação e atendimento a pessoas com deficiência intelectual.

RECEBA notícias de Curitiba e região em seu Whatsapp

A arrecadação está centralizada num site de vaquinha virtual, que recebe doações até o dia 10 de novembro. Para colaborar, as doações são feitas por boleto ou cartão de crédito em valores múltiplos de 100 – equivalente a cada quilômetro rodado. Segundo os organizadores, todo o valor será repassado para a reforma da escola, sem fins lucrativos, e que atende 360 pessoas de 15 a 60 anos de idade.

Não é a primeira vez que Antonio Mario Ibanez Filho, de 55 anos, planeja uma ação de solidariedade. O coronel reformado da Polícia Militar viajou de bicicleta de Campo Grande (MS) a Florianópolis (SC), num trajeto de 1586 km, para ajudar uma associação que abriga crianças soropositivo. “Agora a pedalada vai ser o dobro da nossa primeira Cruzada da Solidariedade. Minha esposa vai me acompanhar dessa vez e estamos ansiosos com a viagem”, contou Filho. Na primeira aventura de arrecadação, o coronel reformado pedalou em companhia de um grupo de seis ciclistas.

Com treinos semanais de ida e volta no mesmo dia de Curitiba a Caiobá, o casal treina resistência e força. “Daqui para o Chile não vamos precisar pedalar 200 km por dia, mas a gente faz esse treino como segurança, caso um dia com um imprevisto isso seja necessário”, explica Ibanez. Na programação do casal, a distância média percorrida por dia será de 130 km. “É uma média ideal, para que a gente possa fazer turismo de bicicleta e curtir todo o passeio, os lugares bonitos”, avaliou.

Eles pretendem sair de Curitiba no dia 7 de novembro e seguem pela BR-277 até Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná. Depois, ele vão cruzar a fronteira do Brasil com a Argentina, passar pela Cordilheira dos Andes, até chegar a capital do Chile, Santiago, em 11 de dezembro.

Para a esposa de Ibanez, a fisioterapeuta Francielle Cristine Ibanez, de 39 anos, a expectativa e ansiedade é grande – afinal é a primeira vez que ela vai fazer um passeio de bicicleta de longa distância como essa. "É um momento que a gente vai estar curtindo uma aventura, fazendo caridade e ajudando essa escola que precisa”, enfatiza. Será a primeira vez longe da filha de seis anos,e a fisioterapeuta confessa que vai sentir o coração apertado. “Ela vai ter que ficar por causa da escola, também pensamos no conforto dela. Vai ser um período em que vamos ficar longe, mas vai valer a pena”, destacou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]