Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Curitiba põe fim ao uso obrigatório de máscaras em locais fechados, com algumas exceções
| Foto: Gerson Klaina/Gerson klaina

A partir desta terça-feira (29) o uso de máscaras em locais fechados não será mais obrigatório em Curitiba. Apesar da novidade, a capital segue sob regime de bandeira amarela. As únicas exceções à regra, que será dada pelo decreto municipal 420/2022, são os pacientes com sintomas respiratórios e os ambientes de serviços de saúde. Desta forma, o uso do acessório só será exigido por pessoas com sintomas de Covid, em locais abertos ou fechados, e por quaisquer pessoas em unidades de saúde, hospitais, farmácias, clínicas, consultórios e laboratórios.

RECEBA notícias do Paraná pelo WhatsApp

Desde o último dia 17 de março o uso das máscaras já era facultativo em espaços abertos. A escolha por desobrigar totalmente o uso nos espaços abertos e fechados foi tomada, segundo a Prefeitura de Curitiba, após discussão com o Governo do Paraná. De acordo com a administração municipal, a liberação total de máscaras em todo o estado deve ser anunciada ainda nesta semana.

A medida foi tomada pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SMS) após avaliação dos números da pandemia. A pontuação da bandeira na última semana ficou em 1,43, índice menor do que o registrado no período anterior, que foi 1,63 – quanto maior o número, maiores as restrições impostas pelas autoridades de saúde.

“Com muita alegria damos esse presente de aniversário para nossa amada Curitiba. No dia em que a cidade completa 329 anos vamos voltar a ver as ruas cheias de sorrisos”, comemorou o prefeito Rafael Greca.

O número de pacientes com potencial de transmissão do coronavírus, chamados pelas autoridades de saúde como casos ativos, está abaixo de mil – no início de fevereiro este número passou da casa dos 16 mil. A média móvel de óbitos na capital teve redução de 50% em relação aos últimos 14 dias.

As taxas de internação em leitos hospitalares também têm registrado baixas consecutivas. Os dados mais recentes do Boletim Covid de Curitiba dão conta de que a ocupação de leitos de enfermaria exclusivos para o tratamento da doença estava em 24%. Entre os leitos de UTI esta ocupação é ainda menor, 14%.

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, reforçou o fato de que o fim da obrigatoriedade não significa que o uso das máscaras está proibido. Principalmente em locais onde não seja possível praticar o distanciamento social, explicou a secretária, a máscara pode continuar a ser utilizada.

“A máscara deixa de ser obrigatória em certos espaços, mas isso não quer dizer que é proibido o seu uso, bem pelo contrário, caso a pessoa se sinta desconfortável em um ambiente em que não é possível praticar o distanciamento ela pode usar a máscara. Todos que quiserem continuar usando podem e devem fazê-lo, principalmente aqueles com condições de saúde mais vulnerável, a pandemia está mais branda, mas ela ainda não acabou”, orientou a secretária.

Veja como ficam as regras da nova Bandeira Amarela em Curitiba:

  • Fica obrigatório o uso de máscara em serviços de saúde (unidades de saúde, hospitais, farmácias, clínicas, consultórios e laboratórios);
  • Fica obrigatório o uso de máscara para todos os cidadãos com sintomas respiratórios, em ambientes abertos e fechados.
  • Todos os estabelecimentos deverão cumprir o Protocolo de Responsabilidade Sanitária e Social de Curitiba e as orientações, protocolos e normas da Secretaria Municipal da Saúde, disponíveis na página www.saude.curitiba.pr.gov.br, no que se refere à prevenção da contaminação e propagação do novo Coronavírus.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]