i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
PARANÁ

Corpo de Bombeiros receberá 45 novos caminhões de combate a incêndios

Os veículos custarão aproximadamente R$ 41 milhões e serão entregues até julho de 2019

  • PorRaquel Derevecki
  • 22/10/2018 21:00
A licitação para compra dos veículos foi autorizada pelo governo do estado e divulgada na última sexta-feira (19) | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
A licitação para compra dos veículos foi autorizada pelo governo do estado e divulgada na última sexta-feira (19)| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

O Corpo de Bombeiros do Paraná iniciou processo para aquisição de 45 novos caminhões de combate a incêndio. A licitação para compra dos veículos foi autorizada pelo governo do estado e divulgada pela governadora Cida Borghetti durante a cerimônia de passagem de comando da corporação na última sexta-feira (19). O investimento do governo será de aproximadamente R$ 41 milhões e os veículos serão entregues até julho de 2019.

Todos os caminhões solicitados pela corporação são do modelo ABTR, utilizado em combates a incêndios, atendimentos em acidentes e outras situações de salvamento. “Eles são menores, transportam 4,5 mil litros de água e possuem mais facilidade para se deslocar na cidade”, explicou o major Leonardo Mendes dos Santos, chefe de comunicação social da instituição.

Leia mais: 34 bairros de Curitiba e RMC podem ficar sem água nesta semana

Segundo ele, as empresas interessadas em montar os veículos podem se manifestar a partir de 6 de novembro com propostas de caminhões que ofereçam deslocamento seguro às equipes. Entre os itens de segurança solicitados no edital estão sistemas de controle de tração e de derrapagem.

O vencedor da licitação terá cinco meses para entregar os veículos, que serão distribuídos para diversas cidades do Paraná, de acordo com as necessidades apontadas previamente pelos comandos locais. A lista dos municípios atendidos ainda não foi divulgada.

Veja também: Tempo instável de Curitiba impacta nas obras de trânsito

Plataformas

Três viaturas com plataformas de salvamento também serão entregues ao Corpo de Bombeiros no primeiro semestre de 2019. Os equipamentos são resultado de uma licitação internacional de 2011 que saiu da gaveta apenas em março deste ano após a capital paranaense ficar mais de um ano sem equipamentos adequados para combate a incêndio em grandes alturas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a única escada Magirus da corporação em Curitiba precisou de manutenção em dezembro de 2016 e foi enviada para a Alemanha, retornando em abril deste ano. A escada tem 50 metros de comprimento.

As novas plataformas adquiridas pelo governo do estado chegam a 54 metros e serão entregues a partir de março de 2019. Uma delas será destinada à capital paranaense e as outras duas para o interior do estado. As plataformas tiveram custo de R$ 7,1 milhões e serão fornecidas pela empresa finlandesa Bronto Skylift.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.