Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Fernanda Damian de Almeida morava na Austrália e passava férias no Brasil. | Reprodução Facebook
Fernanda Damian de Almeida morava na Austrália e passava férias no Brasil.| Foto: Reprodução Facebook

A diretoria do Instituto de Identificação de Minas Gerais (IIMG) confirmou para as autoridades paranaenses na tarde deste sábado (16) a identificação do corpo da curitibana Fernanda Damian de Almeida, 30 anos, que estava na lista de desaparecidos na tragédia em Brumadinho, ocorrida no último dia 25 de janeiro com o rompimento da barragem da Vale.

A informação foi confirmada para a Gazeta do Povo e tinha sido adiantada pelo diretor do Instituto de Identificação do Paraná, Marcus Michelotto, via twitter.

Leia também: Chuva forte provoca alagamentos e deixa famílias desabrigadas em Guaratuba

De acordo com ele, o trabalho de identificação se deu a partir da cooperação com o Instituto de Identificação do Paraná (IIPR) que disponibilizou o banco de dados com as impressões digitais dos desaparecidos paranaenses.

Fernanda estava grávida de quatro meses, morava na Austrália e tinha vindo ao Brasil de férias e para anunciar a gravidez para a família. Ela viajava com o noivo Luiz Taliberti, 31 anos. O corpo dele foi identificado em 29 de janeiro.

O casal, além do pai, madrasta e a irmã de Taliberti estavam hospedados na Pousada Nova Estância, destruída pela lama.

Até este domingo (17), as autoridades contabilizaram 165 mortes (160 corpos já identificados) e ainda há 155 desaparecidos.

Outro paranaense desaparecido

Ainda de acordo com informações do IIPR, Noel Borges, que é de Campina Grande do Sul, na região de Curitiba, e trabalhava em uma prestadora de serviços para a mineradora também está na lista de desaparecidos. As digitais dele estão disponíveis para o órgão de identificação mineiro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]