| Arquivo da família
| Foto: Arquivo da família

Quando João Carmosino Pereira ficou viúvo de Zilma, aos 74 anos, os filhos precisaram encontrar uma ocupação para o comerciante aposentado. A ideia de Solange, uma das filhas, foi presentear o pai com um computador. Deu certo. O septuagenário não só aprendeu a ligar a máquina como gostava de conversar horas e horas por meio do aplicativo popular que permite o envio de mensagens instantâneas. “Era muito esperto”, define a filha.

A mensagem enviada a um político e a resposta recebida eram os troféus do aprendizado. O aviso da filha de que tinha apenas 15 dias para entender como aquele mundo funcionava serviu como desafio. O tempo era curto porque a filha tinha de retornar para os Estados Unidos. “E não é que aprendeu?”, ri. As tarefas eram escritas ou desenhadas passo a passo em um papel para que o pai não se esquecesse de nada.

Quando a tecnologia já não era um problema, João conseguia falar com a filha todos os dias por meio das mensagens instantâneas, depois que ela voltou para New Jersey (EUA), onde morava. O aposentado também lia os principais jornais e se familiarizou com os jogos online. Jogava dominó e bingo. Por último, João já sabia até cuidar de uma conta no Facebook. “Fuçava em tudo”, conta.

Foi na terceira idade que pôde aproveitar a vida. Antes passou por tempos difíceis. Aos sete anos, precisou “abraçar” a enxada juntamente com um dos irmãos para ajudar o pai, doente, na lavoura, no pequeno município de São José Cerrito, na região serrana de Santa Catarina. Eram 13 irmãos. Pela dedicação ao trabalho pesado, estudou até a 4.ª série.

Ao deixar a lavoura, no início da fase adulta, assumiu o caminhão e as intempéries de caminhos tortuosos e estradas enlameadas. “Puxava carga” de Santa Catarina para o Paraná.

Aos 23 anos, na década de 1950, casou-se com a conterrânea Zilma. O casal esperava ter uma vida mais tranquila, mas descobriu que os filhos gêmeos – os primeiros de seis herdeiros – nasceram prematuros e não iriam sobreviver. Os médicos avisaram: “leve-os para casa para morrerem”. Mas os bebês “vingaram” pelo carinho e atenção recebidos, conta a neta Sônia.

João, aos 38 anos, subiu a serra em direção à capital paranaense. Vinha com a família em busca de uma vida melhor e de oportunidades de negócio. Largou o caminhão e abriu um moinho de farinha de trigo, no bairro do Xaxim. Foi moageiro por pouco tempo. Partiu para o atacado de alimentos e montou um comércio no bairro Boqueirão. Ficou à frente dos negócios até os 55 anos. Dizia que “já tinha ajudado muito o governo”, afirma Solange.

Serviço

As publicações neste espaço são gratuitas. Faça contato com a Central de Redação, pelo fone (041) 3321-5832, ou por e-mail obituario@gazetadopovo.com.br . As informações constantes na relação de falecimentos são fornecidas pelo Serviço Funerário Municipal. Fone: 3324-9313.

Muito caseiro, tirando as pequenas e rápidas viagens para visitar a família, João conseguiu viver um sonho em 1994. Ele e Zilma permaneceram por quase dois meses em viagem pelos Estados Unidos em visita à filha Solange. Foi a primeira viagem de avião e a primeira para o exterior. Sem falar nada em inglês, o casal não se apertou. Na chegada, Solange era pura preocupação; já os pais eram puro encantamento. Visitaram Orlando, os cassinos de Atlantic City, a cidade de Nova York. Quando voltaram para o Brasil, João dizia que estava “americanizado” com o hábito de almoçar às 15 horas, comer hambúrguer e hot dog. Tudo virava uma brincadeira nos encontros de família aos domingos. Essa era mais uma história para contar de quem já gostava – e muito – de repetir os causos do passado. “Era muito falador e cativante”, lembra a filha.

A filha Solange acredita que o pai tenha realizado todos os seu sonhos. Trabalhou muito; “não era rico, mas não faltava nada em casa”. “Pensava muito no futuro”, diz. Seu medo era chegar à velhice sem ter condições financeiras e passar por situações semelhantes de quando era jovem.

Era um homem vaidoso. “Tomava banho de perfume”. Não seria diferente no dia em que foi hospitalizado para se submeter a uma angioplastia. A filha conta que levou roupa para “uma semana e um kit de perfume, sabonete e pós-barba”. Mas João não resistiu e faleceu logo após o procedimento. Deixa seis filhos, 11 netos, sete bisnetos, a companheira Rosa e muitas saudades dos amigos.

Dia 3 de maio, aos 84 anos, de enfarte após uma angioplastia, em Curitiba.

Lista de falecimentos - 10/06/2015

Aguinaldo Goromar, 49 anos. Profissão: corretor. Filiação: Issami Goromar e Ryoko Takeshita Goromar. Sepultamento hoje, em local a definir, saindo da Capela Mortuária do Cemitério Parque Jardim das Primaveras, em Guarulhos.

Alaide Maria Aguiar Pereira, 69 anos. Filiação: Geraldo Oliveira Aguiar e Maria de Aguiar. Sepultamento ontem.

Amélia Zenita Leffer, 79 anos. Profissão: do lar. Filiação: Ernesto Pires de Lima e Maria José de Freitas. Sepultamento hoje, no Cemitério Parque São Pedro.

Ana Batista de Carvalho, 92 anos. Profissão: do lar. Filiação: José Batista Melane e Tereza Maria Correia. Sepultamento ontem.

Antônio Dias Cardoso, 90 anos. Profissão: carpinteiro. Filiação: Theobaldo Dias Cardoso e Maria Dias Cardoso. Sepultamento hoje, no CemitérioUniversal Necrópole Ecumênica Vertical.

Arian Martins de Oliveira, 79 anos. Profissão: conferente. Filiação: Pompilio Martins de Oliveira e Olnidina Padilha dos Santos. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal Boqueirão.

Ariovaldo Aparecido Fernandes, 30 anos. Profissão: servente. Filiação: Carlos Fernandes e Maria Aparecida Fernandes. Sepultamento ontem.

Asta Becker Shiokawa, 64 anos. Profissão: do lar. Filiação: Arlindo Becker e Idalina Becker. Sepultamento ontem.

Delourdes da Cunha Correia, 65 anos. Filiação: João Leonardo da Cunha e Maria Fernandes da Cunha. Sepultamento ontem.

Eduvirgem Mergel, 84 anos. Profissão: do lar. Filiação: Pedro Thomachewski e Rosa Thomachewski. Sepultamento ontem.

Estefano Vonco, 81 anos. Filiação: João Vonco e Tecla Vonco. Sepultamento ontem.

Ester Gomes do Prado, 58 anos. Profissão: do lar. Filiação: Sebastião Paiano Gomes e Odete Mendes Gomes. Sepultamento hoje, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim, em São José dos Pinhais, saindo de residência.

Eugenia Rodrigues da Silveira, 53 anos. Profissão: do lar. Filiação: Antônio Rodrigues da Silveira e Messias Ferreira da Silveira. Sepultamento ontem.

Evandir Antônio Garcia, 71 anos. Filiação: Jardelino Garcia e Maria dos Santos Garcia. Sepultamento ontem.

Francisco Alves Feitosa, 65 anos. Profissão: caseiro. Filiação: Damião Alves Feitosa e Maria Luzia da Conceição. Sepultamento ontem.

Geovana dos Santos de Carvalho, 11 anos. Profissão: estudante. Filiação: Hélio Ferreira de Carvalho e Liriane Ferreira dos Santos de Carvalho. Sepultamento ontem.

Gilson José dos Santos, 42 anos. Profissão: economista. Filiação: Ângelo dos Santos e Maria dos Santos. Sepultamento hoje, no Cemitério Jardim da Saudade I.

Gladys Lillian Sigwalt Bittencourt, 83 anos. Profissão: do lar. Filiação: Gabriel Sigwalt e Ephigenia Bormann Sigwalt. Sepultamento ontem.

João Altair Bairo, 56 anos. Filiação: Francisco Bairo e Vitória Bairo. Sepultamento hoje, no Cemitério Paroquial Santa Felicidade, saindo da Associação de Moradores Jardim Pinheiro, em Santa Felicidade.

Jorge Mário de Magalhães Batista, 81 anos. Profissão: bancário. Filiação: Bianor Francisco Batista e Herondina Magalhães Batista. Sepultamento sexta-feira, 12 de junho de 2015, em local a definir, saindo de local a ser designado.

José Manoel Marcondes, 55 anos. Filiação: Odilon Marcondes e Maria Terezinha de Souza. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal Bom Jesus dos Passos, em Piraquara.

Luiz Antônio Cechelero, 49 anos. Profissão: motorista. Filiação: Augusto Cechelero e Edite Bispo Cechelero. Sepultamento ontem.

Luíza Lídia Konell, 85 anos. Profissão: cabeleireira. Filiação: João Strunch Júnior e Lydia Carolina Strunch. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal Água Verde.

Manoel Rodrigues de Souza, 88 anos. Profissão: lavrador. Filiação: Manoel Rodrigues de Souza e Olga Engles. Sepultamento hoje, no Cemitério Universal Necrópole Ecumênica Vertical.

Maria Aparecida Vieira, 61 anos. Profissão: governanta. Filiação: João Francisco de Oliveira e Maria do Carmo Silva de Oliveira. Sepultamento ontem.

Maria da Cruz Santos, 83 anos. Profissão: do lar. Filiação: Antônio Marciano da Cruz e Raimunda de Souza Cruz. Sepultamento hoje, no Cemitério Padre Pedro Fuss, em São José dos Pinhais, saindo de residência.

Maria das Dores da Silva Sanches, 61 anos. Profissão: do lar. Filiação: Joaquim Luiz da Silva e Regina Maria da Conceição. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal da Cidade de Origem, saindo da Capela Municipal de Bom Sucesso.

Maria do Prazer da Silva, 64 anos. Profissão: do lar. Filiação: Durval Campos e Maria Amorim Campos. Sepultamento ontem.

Marlene Loures, 54 anos. Profissão: do lar. Filiação: Fernandes Loures e Irene Guerra Loures. Sepultamento ontem.

Marli de Morais, 68 anos. Filiação: Dorvalina de Morais. Sepultamento ontem.

Meriam Fernandes da Silva, 61 anos. Profissão: comerciante. Filiação: Francisco Alves Fernandes e Maria do Rosário Fernandes. Sepultamento ontem.

Midori Fugimoto, 84 anos. Profissão: do lar. Filiação: Fumio Hada e Ume Hada. Sepultamento ontem.

Natalino José dos Santos, 68 anos. Filiação: Crispim José dos Santos e Maria Eugenia de Andrade. Sepultamento ontem.

Noêmia Figueiredo de Aguiar Nepomuceno, 91 anos. Profissão: professora. Filiação: Antônio Cardona de Aguiar e Maria Figueiredo de Aguiar. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal Água Verde.

Odette de Mello Cid, 95 anos. Profissão: professora. Filiação: Hygino Alves Cid e Lavínia de Mello Cid. Sepultamento ontem.

Olinda Borek, 67 anos. Profissão: do lar. Filiação: João Rodrigues e Francisca Caetano Rodrigues. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal Boqueirão.

Onezia Benedita Rodrigues, 87 anos. Profissão: do lar. Filiação: José Benedito e Benedita Rodrigues. Sepultamento hoje, no Cemitério Municipal Água Verde.

Sandro Sant Ana Leandro, 37 anos. Profissão: auxiliar de produção. Filiação: Waldomiro Leandro e Agostinha Sant Ana Leandro. Sepultamento hoje, em local a definir, saindo da Capela da Igreja São Miguel.

Theodoro dos Santos, 92 anos. Profissão: motorista. Filiação: Antônio Rufino dos Santos e Rozalina Maria dos Santos. Sepultamento ontem.

Tiago Henrique de Lima Mariano, 1 mês. Profissão: mergulhador. Filiação: Paulo Henrique Mariano e Leticia Laleska de Lima. Sepultamento hoje, no Cemitério Parque Senhor do Bonfim, em São José dos Pinhais.

Torelly de Souza Sigwalt de Castro, 93 anos. Profissão: do lar. Filiação: Trajano Sigwalt e Maria Paulina Souza Sigwalt. Sepultamento ontem.

Vitor Diego Tavares, 17 anos. Filiação: Oscar de Fátima Tavares e Eni Ribeiro de Lima. Sepultamento ontem.

Walter Correa da Silva, 87 anos. Profissão: autônomo. Filiação: Manoel Correa da Silva e Laurentina Barcelos Correa. Sepultamento hoje, em local a definir, saindo da Capela Mortuária Jardim da Saudade II.

Wilson Kleber Falversian Antunes, 38 anos. Profissão: desenhista. Filiação: Waldemar Falversian Antunes e Dirse Tessaro. Sepultamento ontem.

Yvonne Camargo Itibere de Andrade, 94 anos. Profissão: do lar. Filiação: Moyses Camargo e Enneh Guimarães Camargo. Sepultamento ontem.

Zenaide Floriano Mazurek, 74 anos. Profissão: do lar. Filiação: Manoel Domingos Floriano e Liria Maia Floriano. Sepultamento ontem.

Condolências

Deixe uma homenagem a um dos falecidos
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]