i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
centro de curitiba

Opção para compras, feirinhas de Natal começam nesta quinta-feira em Curitiba

Tradicionais feirinhas das praças Osório e Santos Andrade têm artesanato e opções de gastronomia até o fim de dezembro

  • PorAngieli Maros
  • 23/11/2017 11:00
Feirinha traz várias opções de artesanato | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Feirinha traz várias opções de artesanato| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Começaram nesta quinta-feira (23) as feirinhas de Natal das praças Osório e Santos Andrade, no Centro de Curitiba. Para os artesãos, essa é a mais movimentadas entre todas as feiras do ano na cidade, que tem ainda as edições de Inverno, Primavera e Páscoa (geralmente coincidindo com a entrada do Outono).

Neste ano, a feira especial de Natal nas duas praças segue até o dia 23 de dezembro. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14h às 19h.

O destaque são os produtos artesanais com temática natalina. Nas barracas, é possível encontrar desde pequenas lembraças de Curitiba com preços variando entre R$ 5 e R$ 10, até grandes itens de decorações típicas da data, como presépios e guirlandas que chegam a custar até R$ 200.

E com a volta da decoração natalina na cidade, os comerciantes se mostram mais empolgados para as vendas. Para a artesã Dolores Imfeld, de 62 anos, por exemplo, a iluminação e as atrações que movimentam o Centro da cidade atraem um número maior de turistas e, consequentemente, dão mais fôlego às barraquinhas. “Para nós, é muito importante ter turistas circulando aqui porque eles vêm e compram. O curitibano mesmo passa, diz que vai voltar depois e não leva nada”, relata a comerciante.

Ao todo, são 60 barracas na Praça Osório, sendo 28 dedicadas ao artesanato e 25 para alimentação. A feira tem também barracas dedicadas a entidades sociais, aos produtores de mel e produtos de turismo. A casa do Papai Noel também foi mantida para que crianças e famílias possam tirar fotos com o Bom Velhinho.

Já na Santos Andrade, são 15 barracas, sendo sete de alimentação e oito de artesanato.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.