Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Pandemia: novo decreto em Curitiba é definido nesta quarta-feira
| Foto: Arquivo Gazeta do Povo

A prefeitura de Curitiba deve anunciar nesta quarta-feira (28) se mantém ou não as regras restritivas definidas na esteira da pandemia do coronavírus, sobre funcionamento de atividades e serviços. O decreto em vigor – de número 760 e publicado em 22 de abril – vence nesta quarta-feira (28) e define a bandeira laranja na cidade (relembre as regras). Assim, o Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde vai avaliar agora se a situação epidemiológica na cidade permite o afrouxamento das regras – passando para a bandeira amarela (“risco baixo”) – ou se a bandeira laranja deve ser prorrogada. A bandeira laranja aponta para uma situação epidemiológica de “risco médio”.

Considerando os boletins diários da prefeitura, com informações sobre casos de infecção e mortes, além de ocupação de leitos do SUS, a bandeira vermelha (“alto risco”) está mais distante. Nesta terça-feira (27), a taxa de ocupação dos 525 leitos de UTI do SUS exclusivos para pacientes com sintomas da Covid-19 está em 93%. Restam 37 leitos livres. Em 22 de abril, a taxa de ocupação dos 525 leitos estava em 94%, com 29 leitos livres.

Curitiba trocou a bandeira vermelha pela bandeira laranja no dia 5 de abril, a partir do decreto de número 650, com validade até 14 de abril. Mas, em 14 de abril, a prefeitura resolveu prorrogar a bandeira laranja até o dia 22 de abril, a partir do decreto 730, que trazia, contudo, algumas alterações em relação ao decreto anterior (o de número 650). Houve, por exemplo, a ampliação do horário de toque de recolher, que era das 20h às 5h e passou a ser das 23h às 5h. Em 22 de abril, mais um decreto, prorrogando a bandeira laranja até 28 de abril: o decreto 760 não fez alterações em relação ao decreto anterior (o de número 730).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]