Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Caminhão passa por pedágio: fluxo está em queda. | Roberto Custódio/Jornal de Londrina
Caminhão passa por pedágio: fluxo está em queda.| Foto: Roberto Custódio/Jornal de Londrina

Uma pesquisa feita semanalmente pelo Banco Central com agentes do mercado mostra que a expectativa para o desempenho da economia neste ano continua piorando. Nos dados divulgados nesta segunda-feira (15), a projeção é de recuo de 3,3% para o PIB em 2016. Há bancos que já trabalham com retração de 4% em seus cenários.

Há razões para o pessimismo. Os primeiros números deste ano mostram que a recessão continua forte em 2016. Números antecedentes, usados pelo mercado para tentar antecipar os resultados do crescimento econômico (que saem com alguns meses de atraso), indicam que a economia ainda não se estabilizou. Veja cinco desses dados.

Pedágios

O índice da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) mostrou uma redução de 5,2% no fluxo de veículos nas estradas pedagiadas brasileiras em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado. A queda foi de 3,9% no segmento de veículos leves e de 9,9% no de pesados, um dado importante para se medir o trânsito de mercadorias no país. Quando esse índice está no vermelho, é sinal de que as empresas estão despachando menos produtos para clientes. Nos ultimos 12 meses, a retração no fluxo de pesados nas pedagiadas foi de 6,4%.

Materiais de construção

As vendas de materiais de construção caíram 20,5% em janeiro, em relação ao mesmo mês de 2015, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). O setor sofre com as restrições de crédito para habitação, baixa confiança de empresários e consumidores. As vendas de materiais geralmente antecipam o comportamento da indústria da construção.

Papelão ondulado

Indicador que antecede a tendência para a produção industrial, as vendas de papelão ondulado começaram o ano com forte queda, de 7,88%, na comparação com o mesmo mês de 2015. Em relação a dezembro, a retração foi de 3,8%, segundo a Associação Brasileira do Papelão Ondulado.

Veículos

O mercado de veículos novos teve seu pior mês de janeiro desde 2007. As vendas recuaram 38,8% em relação a janeiro de 2015 e 31,8% em relação a dezembro. Foram emplacados 150 mil automóveis e comerciais leves (queda de 38% em relação ao mesmo mês de 2015), 4,3 mil caminhões (-43,3%) e 1,2 mil ônibus (-43,7%).

Shoppings

Dado importante para se medir o desempenho do varejo, o fluxo de visitantes em shopping centers caiu 0,6% em janeiro, na comparação com o mesmo mês de 2015. O maior recuo foi na Região Sul (-7,8%), segundo a Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]