Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, avaliou ontem que um acordo com a Argentina para tirar as amarras ao comércio bilateral "ainda vai demorar". Para ele, o resultado dos dois dias de negociações que ocorreram em Buenos Aires nesta semana não pode ser considerado um fracasso. "Negociou-se bastante. Avançamos no sentido de conhecer a posição deles e eles entenderem a nossa. Não acho que foi um fracasso", disse. Uma nova rodada de negociação ocorrerá em Brasília, ainda sem data marcada. Até lá, o Brasil continuará adotando o sistema de licenciamento não automático para as importações de automóveis. Os argentinos querem negociar um acordo estabelecendo cotas para a entrada de produtos brasileiros no país. "Por isso que é difícil avançar neste caminho. Foi uma sugestão que surgiu lá. Os negociadores brasileiros disseram que é complicado, porque têm de ouvir o setor privado brasileiro. Por isso, ficou meio parado", narrou o ministro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]