i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
benefício

Adiantamentos do 13.º dos aposentados terão valores diferentes. Entenda

O valor do adiantamento do 13.º é diferente para quem começou a receber o benefício previdenciário a partir de fevereiro

    • Folhapress
    • 18/07/2018 17:24
     | Albari Rosa/Gazeta do Povo
    | Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

    O adiantamento de metade do 13º de aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) foi confirmado nesta terça (17) pelo decreto 9.447, assinado pelo presidente Michel Temer (MDB) e publicado no “Diário Oficial da União”. Os segurados que já recebiam ou começaram a receber o dinheiro no mês de janeiro deste ano terão exatamente metade do valor do benefício.

    Os depósitos seguirão o calendário mensal de pagamento do instituto. Eles começarão no dia 27 de agosto, com os benefícios iguais ao salário mínimo, e seguirão até 10 de setembro.

    O valor do adiantamento do 13.º é diferente para quem começou a receber o benefício previdenciário a partir de fevereiro. O cálculo da gratificação será proporcional ao número de meses em que o segurado receberá a aposentadoria ou a pensão até o fim deste ano.

    LEIA TAMBÉM: Quem deixou para sacar PIS/Pasep em agosto receberá 8,97% a mais

    Portanto, quem recebeu o primeiro benefício em março, por exemplo, terá o 13º proporcional a dez meses. Um trabalhador que se aposentou nesse mês ganhando R$ 2.600 receberá, na primeira parcela do abono, R$ 1.083,33. Esse pagamento de agosto não tem cobrança do Imposto de Renda, mesmo que o segurado esteja sujeito à tributação; isso só ocorrerá na segunda parte do abono, paga a partir do fim do mês de novembro.

    Segundo a Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda, cerca de 30 milhões de benefícios têm direito ao 13º paga pelo INSS. O governo estima que os valores referentes abono de Natal somem R$ 20,6 bilhões, considerando os pagamentos de agosto e novembro.

    Quem recebe auxílio-doença também tem direito ao 13.º

    No entanto, nesse caso, o cálculo é diferente. Na primeira parcela, o segurado receberá a grana proporcional ao tempo de benefício até agosto. Se o auxílio-doença ainda estiver sendo pago em novembro, será depositada a diferença dos demais meses junto com a segunda parcela da gratificação natalina.

    A lei não prevê o pagamento para benefícios assistenciais, como o BPC/Loas (Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social).

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.