i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Turismo

Alta do dólar reduz gastos de brasileiros no exterior

Dados preliminares deste mês, até esta quarta, mostram que as despesas de brasileiros no exterior ficaram em US$ 1,239 bilhão

  • PorAgência Brasil
  • 24/05/2012 10:28

Os gastos de brasileiros em viagem ao exterior chegaram a US$ 1,809 bilhão, em abril, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (24) pelo Banco Central (BC). O resultado foi menor do que o registrado em abril de 2011, quando essas despesas ficaram em US$ 1,957 bilhão.

O chefe adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha, lembrou que as viagens internacionais tem uma "relação muito elevada" com o dólar, que começou a subir em março. "Em momentos de depreciação de câmbio [alta do dólar], há tendência de gastos com viagens se reduzirem. Os brasileiros estão gastando menos no exterior. Uma depreciação do câmbio tornam mais caras as viagens internacionais", destacou.

Segundo Rocha, no mês de maio, até esta quarta-feira (23), a taxa média de câmbio teve alta de 6,6%, ante abril. A taxa média ficou em R$ 1,98.

Em abril, com taxa média de R$ 1,85, houve alta de 3,3%, em relação a março. Em abril do ano passado, a taxa de câmbio média estava em R$ 1,59.

Na comparação com o mês anterior, no entanto, houve aumento das despesas de brasileiros no exterior depois de dois meses seguidos de redução nos gastos. Em janeiro deste ano, essas despesas ficaram em US$ 2,001 bilhões. Em fevereiro, os gastos caíram para US$ 1,753 bilhão e em março, para US$ 1,627 bilhão, aumentando para US$ 1,809 bilhão em abril.

De acordo com Rocha, essa comparação com o mês anterior não é a ideal por causa da sazonalidade – as características típicas de cada período. Em fevereiro, por exemplo, há uma menor quantidade de dias úteis.

Os dados preliminares deste mês, até esta quarta, mostram que as despesas de brasileiros no exterior ficaram em US$ 1,239 bilhão. As despesas de estrangeiros no país chegaram a US$ 360 milhões.

De janeiro a abril, os gastos dos brasileiros em viagens internacionais chegaram a US$ 7,189 bilhões, ante US$ 6,709 bilhões observados em igual período de 2011. Esse resultado do quadrimestre é o maior já registrado pelo BC.

As receitas de estrangeiros em viagens no Brasil chegaram a US$ 557 milhões, em abril, contra US$ 527 milhões registrados no mesmo mês do ano passado. De janeiro até abril, essas receitas totalizaram US$ 2,477 bilhões, ante US$ 2,275 bilhões referentes aos quatro primeiros meses de 2011.

Com os gastos de brasileiros e as receitas de estrangeiros, a conta de viagens fechou o mês passado com déficit de US$ 1,251 bilhão. No primeiro quadrimestre, o resultado negativo ficou em US$ 4,712 bilhões, ante US$ 4,434 bilhões de janeiro a abril de 2011.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.