i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
aviação

Anac autoriza primeira companhia low-cost internacional a operar no Brasil

A Norwegian Air UK deverá oferecer voos entre São Paulo e Londres e/ou Rio de Janeiro e Londres a partir de janeiro de 2019

    • Infomoney
    • 08/08/2018 12:08
    Boeing 787 Dreamliner é um dos aviões usados pela companhia. | Norwegian Air UK/Divulgação
    Boeing 787 Dreamliner é um dos aviões usados pela companhia.| Foto: Norwegian Air UK/Divulgação

    A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) publicou no Diário Oficial da União a autorização para que a companhia aérea Norwegian Air UK opere voos regulares no Brasil de passageiro, carga e mala postal. Ela é a primeira low-cost internacional que recebe autorização para atuar no país.

    Atrás somente da Ryanair e da Easyjet, a aérea, que tem sede na Noruega, é a terceira maior de baixo custo no continente europeu. Foi a subsidiária inglesa da companhia, lançada em 2015 e que tem como base o aeroporto de Gatwick, segundo maior aeroporto de Londres, que ganhou a autorização da Anac para operar no Brasil.

    A expectativa é de que sua operação em território brasileiro inicie somente em janeiro de 2019, visto que ainda é necessário que a companhia apresente documentação à Anac. O pedido de frequências de voos e início de venda das passagens começam depois da regularização da papelada.

    LEIA TAMBÉM: Veja se você está no terceiro lote de restituição do Imposto de Renda

    Ela deve começar com voos entre São Paulo e Londres ou Rio de Janeiro e Londres, mas, a longo prazo, pode operar também em outros aeroportos brasileiros.

    A Norwegian já opera em um mercado da América Latina, o argentino, além de outros países europeus como Espanha, Itália, Finlândia, França, Suécia, Polônia e Dinamarca.

    As low-cost com destino no Brasil

    Outra companhia de preços baixos já está em negociações com a Anac para operar no Brasil, a argentina Flybondi, que deve chegar com voos entre São Paulo e Buenos Aires. A Avian, do grupo Avianca, também está em processo para obter a autorização da agência.

    Em maio deste ano, a companhia Joon, do grupo Air France, chegou ao país com voos diretos entre Fortaleza e Paris. Ela não considera sua operação low-cost, mas têm custos mais baixos que as demais companhias que operam voos internacionais no Brasil — uma passagem de ida e volta entre as capitais sai por cerca de R$ 2.900.

    A chegada dessas aéreas no país foi possível graças à resolução 400 da Anac, aprovada em dezembro de 2016 e que estabelece o fim da obrigatoriedade da franquia de bagagem, permitindo às aéreas cobrar ou não pelo despacho.

    Isso porque as companhias low-cost têm, em sua maioria, regras estritas sobre as malas que os turistas levam no avião: normalmente, ele têm direito a embarcar somente com uma “mochila” ou mala pequena na cabine do avião; se desejar despachar ou levar consigo outra peça de bagagem, deverá pagar por isso. Alimentação e marcação de assento também são cobradas.

    LEIA TAMBÉM:Avião militar que derrapou dá prejuízo de meio bilhão de reais para a Embraer

    A ideia é de “enxugar” ao máximo os custos operacionais para garantir o preço mais baixo da bagagem — tanto que essas mesmas companhias não possuem, por exemplo, totens de check-in no aeroporto; o atendimento é feito somente em balcão. A economia é aplicada também no combustível do avião: a restrição de bagagens tem como objetivo diminuir o peso da aeronave, economizando o consumo do combustível.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.