i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Dívida

Argentina desiste de revogar autorização ao Bank of New York Mellon

Banco perderia a licença para atuar no país. Credores ganham mais um dia de prazo para se justificarem sobre negativa a acordo com o governo argentino

    • Buenos Aires
    • Agência O Globo
    • 16/02/2016 18:37
    Presidente Mauricio Macri abriu negociações com os chamados fundos  abutres . | Juan Mabromata/AFP
    Presidente Mauricio Macri abriu negociações com os chamados fundos abutres .| Foto: Juan Mabromata/AFP

    Enquanto o governo argentino negocia com os credores que não aceitaram a reestruturação da dívida do país, a Inspeção Geral de Justiça voltou atrás com sua resolução que ordenava a liquidação do Bank of New York Mellon (Bony) no país, segundo documento ao qual o jornal La Nación. A instituição é a responsável por fazer os pagamentos de vários bônus argentinos a investidores internacionais.

    Brasil apresentará a Macri proposta de livre comércio no setor automotivo

    Ministro do Desenvolvimento aposta na postura mais liberal do novo governo argentino para costurar a proposta

    Leia a matéria completa

    Com a reversão da medida, o governo do presidente Mauricio Macri começou a dar os primeiros passos administrativos para normalizar as coisas no front externo para o caso de as negociações com os “fundos abutres” — como são chamados aqueles que não aceitaram a reestruturação da dívida argentina.

    A Argentina havia decidido revogar a autorização das operações do banco no país depois que a instituição se negou a a finalizar, no fim de julho de 2014, o pagamento dos juros de um bônus Discount, por causa da ordem do juiz distrital de Nova York Thomas Griesa para que o país pague primeiro os hedge funds que buscam recuperar o valor total dos títulos que a Argentina deixou de honrar em seu default de 2002.

    Logo que o país informou da suspensão da licença, os advogados do banco recorreram da decisão do governo. Mas só esta semana a Inspeção Geral de Justiça deu parecer favorável ao Bony.

    Mais prazo

    Paralelamente, seguem as negociações atuais com os fundos “abutres”, que ganharam mais um dia para apresentarem os motivos pelos quais defendem que Griesa não deve suspender a liminar que determina que o país deve pagar a todos os credores ao mesmo tempo. Segundo o texto, a Argentina só poderia saldar a dívida com os credores que aceitaram a reestruturação se também pagassem aos “abutres”.

    Na semana passada, o juiz americano atendeu a um pedido da Argentina e questionou os credores e definiu que eles deveriam responder até o dia 18. Mas, nesta terça-feira, ele estendeu o prazo até o dia 19, segundo a agência de notícias AFP.

    O adiamento é uma resposta a uma petição dos fundos NML Capital e Aurelius, diz a agência, complementando que, de acordo com uma carta de Robert Cohen, advogado do NML, a data será alterada se a Argentina der o aval para a mudança.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.