Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) receberá US$ 3 bilhões em empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para financiar investimentos de micro, pequenas e médias empresas brasileiras. O contrato foi assinado hoje pelo presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o chefe da representação do BID no Brasil, Fernando Carrillo, informou o BNDES, em nota.

Os recursos vão compor o fundo de US$ 6 bilhões do segundo Convênio de Linha de Crédito Condicional (CCLIP), que prevê contrapartida do BNDES no mesmo valor do empréstimo. O primeiro CCLIP, envolvendo o mesmo montante, foi realizado em 2005.

Os recursos serão repassados pelo BID em três parcelas de US$ 1 bilhão. A primeira parcela terá prazo de vencimento de 20 anos e carência de quatro anos e meio. A expectativa é de que os recursos desse primeiro contrato sejam desembolsados ainda em 2010, informou o BNDES.

Segundo o BNDES, o segundo convênio financiará três programas de crédito multissetorial de apoio a micro, pequenas e médias empresas, cada um no valor de US$ 2 bilhões (US$ 1 bilhão do BID e US$ 1 bilhão de contrapartida do BNDES). Os projetos elegíveis são os de ampliação e modernização de pequenas empresas. Os recursos chegarão aos tomadores por meio de operações indiretas, realizadas por bancos comerciais credenciados pelo BNDES.

O BNDES estima que 100 mil empresas devem se beneficiar da primeira fase do segundo CCLIP por meio de 220 mil operações de repasse, principalmente para microempresas. O BNDES tem aumentado os financiamentos para micro e pequenas empresas. Entre janeiro e outubro, o segmento consumiu 26% do desembolso total do banco, atingindo R$ 37,2 bilhões. No acumulado em doze meses, o volume de liberações do BNDES para pequenas empresas praticamente dobrou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]