Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou o último pregão do ano com a alta de 1,32%, aos 37.550 pontos, acompanhando o bom humor do mercado nos Estados Unidos. Com o resultado desta terça-feira (30), o Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, acumula queda de 41,22% no ano.

A queda anual é a maior desde os -44,42% registrados em 1972 e a segunda maior da história do indicador, criado em 1968. A terceira maior queda foi verificada em 1998, de 33,46%, segundo levantamento da consultoria Economatica.

Celebrada como o melhor investimento do ano anterior, a bolsa paulista viveu dois momentos distintos ao longo de 2008. Após um primeiro semestre de fortes ganhos, o mercado perdeu o ritmo com o aprofundamento da crise financeira originada nos Estados Unidos. Do pico histórico de 73.516 atingido em 20 de maio, o Ibovespa recuou 48,92% até o final do ano.

No dia

A melhora de humor por aqui seguiu o mercado norte-americano, onde os investidores acentuaram as compras, puxando altas nos principais indicadores.

Os agentes mantiveram o bom humor mesmo depois de o Conference Board anunciar que o índice de confiança do consumidor afundou para o menor patamar desde 1967 em dezembro. A expectativa era de leve melhora.

O sentimento positivo do dia se apóia no resgate de US$ 5 bilhões que o Tesouro dos EUA concedeu à GMAC, braço financeiro da General Motors. A financeira, que agora virou banco, também anunciou que retomará o financiamento de veículos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]