Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ampliou o ritmo de alta e voltou aos 39 mil pontos na manhã desta terça-feira. Às 12h11m, o Ibovespa subia 1,83%, aos 39.167 pontos. No mesmo horário, o dólar comercial caía 0,19%, cotado a R$ 2,130 para compra e R$ 2,132 para venda.

O mercado brasileiro segue o bom humor das bolsas americanas. Em Nova York, o índice Dow Jones tem alta de 0,66%, aos 11.146 pontos, e o Nasdaq avança 0,53%, para 2.323 pontos. Wall Street recebeu favoravelmente a divulgação do Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) de março. O índice cheio teve variação de 0,5%, mas seu núcleo ficou praticamente estável (0,1%) e foi inferior às previsões dos analistas. O dado levantou expectativas de que o ciclo de aumento da taxa básica de juros dos Estados Unidos possa ter chegado ao fim.

Essa perspectiva reforça a tendência de baixa do dólar frente ao real, na medida em que os fluxos de investimentos tendem se manter constantes, atraídos pelas altas taxas de juros brasileiras. Nesta terça-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central começa a reunião que decidirá a nova taxa básica de juros (Selic) da economia brasileira. A aposta do mercado é por um corte de 0,75 ponto percentual, o que reduziria a taxa dos atuais 16,50% para 15,75% ao ano.

Operadores de câmbio também estaão atentos à possibilidade de o Banco Central voltar a fazer leilão de swap cambial reverso, modalidade interrompida no começo de março. A instituição fará durante o dia uma pesquisa de demanda junto ao mercado para averiguar a viabilidade de um leilão, tendo como alvo a rolagem do vencimento de swaps reversos em 2 de maio.

Às 12h11m, o volume financeiro da Bovespa era de R$ 966 milhões. Entre as maiores altas figuravam Brasil Telecom ON (+7,30%), Brasil Telecom PN (+4,90%) e Petrobras ON (+3,62%). As ações da Telemar - que ontem lideraram com folga os ganhos da Bovespa - começaram a jornada na liderança, mas aos poucos desaceleraram e passaram a ter um desempenho mais modesto. Às 12h50m, as ações preferenciais da operadora tinham queda de 0,54%. As ordinárias avançavam 0,42%.

Outro destaque são as ações da Varig. Após um vôo rasante, os papéis arremeteram e passaram a subir com o mesmo ímpeto com que caíram ao longo da semana passada. Ontem, os papéis preferenciais da empresa fecharam com alta de 24,13% e hoje estão disparando. Às 10h48m, ganhavam 44,4% e às 12h53m tinham alta de 33,3%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]