Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Quatro dias após anunciar que aumentou sua participação no Shopping Curitiba de 20% para 35%, a BR Malls Participações comunicou ao mercado que passou a prestar serviços de administração e comercialização para o empreendimento. A mudança foi oficializada segunda-feira e consolida a posição de liderança da BR Malls em Curitiba. A companhia também presta serviços de administração para o Shopping Crystal Plaza e administra e controla 100% do Shopping Estação.

A presença maciça da empresa é vista como benéfica para o mercado, na avaliação do empreendedor do Shopping Crystal, Aníbal Tacla. "Os shoppings não são exatamente concorrentes. Mesmo que fossem, a presença da BR Malls em todos não modifica nada, pois a companhia atua de forma profissional", disse. Segundo ele, o papel da companhia no Crystal se restringe a comercializar os quiosques, serviço prestado há um ano. "Ficamos felizes se um shopping vai bem, já que boa parte dos lojistas são comuns. Se a loja dele em outro shopping vai bem, isso acaba influenciando toda a rede", avalia.

A BR Malls vem atuando de forma agressiva no mercado e ontem mesmo comunicou novas aquisições. A companhia tem atualmente participações em 22 shoppings centers e é líder no setor, com Área Bruta Locável (ABL) total de 687 mil metros quadrados, sendo 285,6 mil metros quadrados próprios. Entre novembro de 2006 e maio deste ano, a BR Malls havia investido R$ 600 milhões em shoppings, por meio da subsidiária Ecisa Engenharia, Comércio e Indústria S.A. Um valor semelhante – R$ 605 milhões – foi levantado pela companhia na oferta primária de ações (IPO), concluída em abril.

Assolan

Outra companhia nacional que vem se destacando pelas aquisições, a Hypermarcas, desistiu do registro inicial de companhia que havia protocolado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no início de abril. A abertura de capital serviria para financiar novas compras. A Hypermarcas, da holding Monte Cristalina, detém o controle da empresa de produtos de limpeza Assolan, do adoçante Finn e da indústria de alimentos Etti. No Paraná, negociou a compra das emissoras do Grupo Paulo Pimentel, mas o negócio não prosperou.

No início de junho, a Hypermarcas vendeu 25% de seu capital para um grupo de investidores mexicanos, o que possibilitou a aquisição da totalidade da DM Farmacêutica, proprietária das marcas Doril, Monange, Zero-Cal e Engov.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]