i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Educação financeira

Por que o Brasil é um país de analfabetos financeiros – e como isso atrapalha a nossa vida

  • PorLuan Sperandio, especial para a Gazeta do Povo
  • 08/02/2020 21:49
Por que o Brasil é um país de analfabetos financeiros – e como isso atrapalha a nossa vida
| Foto: Pixabay

Diversos indicadores e pesquisas mostram como a falta de conscientização financeira atrapalha a vida dos brasileiros. Este ano começou com 61 milhões de brasileiros com o nome negativado no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Segundo o Banco Mundial, apenas 3,64% da população economiza para a aposentadoria, um dos índices mais baixos do mundo: a média na América Latina é de 10,6%, enquanto outros países emergentes, como México (20,85%), África do Sul (15,93%) e Rússia (14,56%), apresentam números melhores. Além disso, apenas 28% dos brasileiros declaram ter poupado algum dinheiro nos últimos 12 meses, o 14.º pior índice do mundo.

Esses números não são coincidência: um dos parâmetros de avaliação da educação do Pisa é o alfabetismo financeiro, em que o Brasil ocupou a última posição entre as 17 nações avaliadas nesse quesito em 2015.

Naquele ano, o escore médio brasileiro foi de 393, enquanto a média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) foi de 439. A nota dos estudantes brasileiros nesse quesito foi 43 pontos pior do que em matemática e leitura.

O economista e mestre em finanças comportamentais Gerson Caner acredita que a qualidade ruim da educação de base se reflete na baixa conscientização financeira.

“Temos uma dificuldade muito grande das questões lógico-matemáticas e de leitura e interpretação de texto, e nas questões de educação financeira estão contidas interpretações de texto para as tomadas de decisão. Se não ocorre boa interpretação, a tendência é não decidir de forma correta”, explica.

O índice apontou que muitos estudantes brasileiros não alcançam nem a proficiência nível 1. Isso significa que no máximo conseguem discernir a diferença entre necessidades e desejos e tomar decisões simples sobre os gastos do dia a dia.

Mas mesmo entre quem tem dinheiro guardado no Brasil, a poupança continua como investimento preferido de nove em cada dez brasileiros, segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Porém, com a queda da Selic, a caderneta deve render menos do que a inflação em 2020, o que significa uma perda no poder de compra.

A Manager da TC School Roadshow Isabela Lima aponta que a ideia de que investimentos são “coisa de gente rica” se dá porque o Brasil ainda carece de informação sobre investimentos. “O mais importante é a linguagem acessível à todo o tipo de público, o que falta muito no país. As pessoas não investem por que não sabem que é possível fazer isso com pouco dinheiro”, afirma.

Caner afirma que a educação financeira vai muito além de dinheiro e finanças. “Pesquisas comprovam que ela reforça a convivência familiar, estreita vínculos com outros temas relevantes compartilhados em família, ensina a lidar melhor com frustrações e cria consumidores conscientes e compatíveis com uma economia mais sustentável”, conta.

Ele analisa que os brasileiros em geral têm muita propensão ao consumo e baixa consciência sobre a necessidade de poupar. “Mesmo aqueles que teriam possibilidade de poupar não o fazem, pois têm pouco estímulo social e coletivo”, diz.

“Entender mais de finanças pessoais contribuiria para evitar escolhas terríveis, como a de utilizar o limite do cheque especial, pagar apenas parcialmente o cartão de crédito ou emprestar o nome para amigos e parentes”, afirma.

Educação financeira na Base Curricular

Em 2020 a educação financeira passa a integrar a base Nacional Comum Curricular, o que Caner vê como avanço. “Os países com melhores resultados no teste, não coincidentemente, já têm educação financeira nas escolas desde o início deste século. No futuro próximo, uma escola que não forneça a disciplina de educação financeira será vista da mesma forma que uma escola que não ofereça educação física, artes ou idiomas”, afirma.

Ele cita que há muitas “crenças limitantes” sobre finanças, como “dinheiro é a raiz de todo mal”, “só fica rico quem fez coisa errada, “dinheiro não traz felicidade” e que esses dogmas contribuem para dificuldade em lidar com finanças ao longo da vida.

“A disseminação de educação financeira nas escolas e a conscientização de sua importância deve produzir efeitos de longo prazo no sentido de minimizar essas crenças limitantes, tão prejudiciais para o indivíduo e a comunidade que o cerca”, analisa.

Isabela Lima, da TC School Roadshow, concorda sobre a importância de educação financeira ser ensinada nas escolas públicas e privadas desde o ensino infantil. “Hoje existem muitos jogos infantis que incentivam as crianças a aprender de maneira simples e divertida sobre finanças, então também é papel dos pais incentivarem essas práticas e acompanharem de perto a educação financeira dos filhos”, diz.

Ela aponta que o novo cenário econômico pode estimular a procura por maior conhecimento para quem já poupa algum dinheiro. “Com o cenário de juros baixos e a poupança não estar mais ‘rendendo’, muitas pessoas estão procurando mais informação. Hoje há investimentos para todos os bolsos. Precisamos focar em educação financeira acessível para todos”, afirma.

Caner acredita que o cenário macroeconômico atual, com os juros mais baixos da história brasileira e uma inflação controlada, pode representar o início de uma importante "era de empreendedorismo no país". Algo possível apenas com educação financeira.

41 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 41 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • L

    Luiz Fernando Carvalho

    ± 1 minutos

    Quando na minha adolescência, ouvia falar do "analfabeto político", e acreditava que esse era o grande mal do brasileiro... Hoje percebo que ser "analfabeto financeiro" é muito pior!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 3 dias

    Coisas simples que qualquer vivente devia saber: Não existe almoço grátis; feijão não dá em gondola de supermercado, economia não é um jogo de soma zero, etc, etc. Economia básica para todos já. Aí saberão que pra alguém receber alguém tem que pagar, que numa economia livre as leis de mercado é que ditam os preços, não os governos. Certo? Obviedades, mas é isso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 3 dias

    Coisas simples que qualquer vivente devia saber: Não existe almoço grátis; feijão não dá em gondola de supermercado, economia não é um jogo de soma zero, etc, etc. Economia básica para todos já. Aí saberão que pra alguém receber alguém tem que pagar, que numa economia livre as leis de mercado é que ditam os preços, não os governos. Certo? Obviedades, mas é isso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    jose carlos weil

    ± 3 dias

    Não é de admirar que o atraso no Brasil tenha como consequência o baixo nível da "educação". Educação deve vir de berço (na escola pode ser complementada), e Cultura deve ser infundida e difundida na Escola. Por falta de Planejamento Curricular e critérios "do que ensinar", estamos criando gerações de analfabetos funcionais que não sabem onde vivem, para que vivem e como viver. Se a Educação priorizasse Geografia, Sociologia, Economia e Moral e Civismo, acredito que estaríamos melhor preparados para "contabilizar" o que seria viver bem. Enquanto países emergentes se esforçam para entrar no círculo das economias globais, aqui estamos colhendo o ranço dos últimos 25 anos de "ensino liberal".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JP

    ± 3 dias

    Falta de educação resume o brasileiro.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 4 dias

    RIO — A renda média mensal de 60% dos trabalhadores brasileiros — o correspondente a 54 milhões de empregados com carteira assinada ou na informalidade — foi menor que um salário mínimo em 2018. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnadc), que trata de todas as fontes de rendimento, divulgada nesta quarta-feira pelo IBGE.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • R

      Rubens Marques Farias

      ± 4 dias

      Terrivelmente: porque o teu Deus que ficou 14 ANOS no poder não resolveu essas mazelas (já que a ensacadora de vento era fantoche dele). A renda dessas pessoas não despencou esse ano que passou.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • T

      Terrivelmente

      ± 4 dias

      Vi esta reportagem. É muita gente! Sem falar que 38% dos negros recebem até 1 salário mínimo. Mas tá cheio de cidadão batendo palma para o corrupto de estimação. Povo boca aberta.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro Silva

    ± 4 dias

    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/10/04/ibge-27-das-familias-concentram-20-de-toda-a-renda-brasileira.htm 36% dos gastos com habitação e 18% com transporte. Pronto, estão aí informações do IBGE. Chamar de analfabeto financeiro quem mal consegue sobreviver é no mínimo patético.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • ± 4 dias

      Verdade, mas só é de fato rico que tem dinheiro investido. Quem gasta tudo só finge ser rico, na verdade é endividado! E o banqueiro agradece, as grandes marcas também.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • ± 4 dias

      Poupar ou não, é decisão individual de cada um, poupa quem quer. Já tem como poupar 1 real. Fique à vontade para culpar o mundo por sua inércia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Roberto Garcia

    ± 4 dias

    O Brasileiro por falta de educação financeira não só administra pessimamente suas finanças, ele é enganado muito facilmente pelos políticos por isso mesmo. Paga um absurdo de imposto e não entende como, é roubado pelos políticos e dá de ombros porque acha que não interfere na sua vida. O político diz que “é tudo pelo social” e vai lhe dar isso e aquilo e ele acredita. Não desconfia que não tem almoço grátis. Enfim não tem a mínima ideia das relações econômicas que qualquer cidadão teria por obrigação entender. Bendita matemática!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    joavila

    ± 4 dias

    A falta de educação financeira é antes causa que consequência das desgraças mencionadas, pois o financeiramente inculto sequer identifica esses problemas como tais, desconhece o que paga de impostos, não reconhece que uma aplicação dá "rendimento" negativo, não consegue comparar dois investimentos quanto a liquidez, rendimento líquido etc.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Edson 09

    ± 4 dias

    Acredito que deve ser considerado a insegurança da economia brasileira como um fator que intimida investidores. O Governo já confiscou as cadernetas de poupança; impostos elevados em algumas aplicações financeiras; falta de marcos regulatórios; excessiva burocratização do Estado para o empreendedor; corrupção e desvios de verbas para investimentos públicos, etc. Tudo contribui, além da mencionada ausência da educação financeira, para tornar crítico o interesse em investimentos mais rentáveis!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Willian Cardoso de Souza Jesus

    ± 4 dias

    A cultura do Estado paternalista e do comodismo, além da falta de educação financeira vinda de "berço" são, ao meu ver, os principais fatores que impedem que o brasileiro tenha acesso à tão fundamental educação financeira. Penso que o estímulo para aprender sobre o assunto deve vir dos pais. Afinal, os pais são os responsáveis pela educação dos filhos, em todos os sentidos. Eu, infelizmente, não tive educação financeira de "berço ", mas venho desenvolvendo conhecimento na área há algum tempo e, certamente, transmitirei isso à minha filha. Penso que deveria ser obrigatório o ensino em todas as escolas, públicas ou privadas. Mas, enquanto o MEC for aparelhado, isso não ocorrerá. Infelizmente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • R

      Rodrigo

      ± 3 dias

      Concordo. O MEC está tomado por olavistas antiglobalistas, q são contrários a tudo q lembre liberdade. A obsessão é combater o plano intergalactico de dominação comunista-globalizada capitaneado pelo megainvestidor comunista George Soros.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Antonio Cousseau

    ± 4 dias

    Lembro que nos anos sessenta mudaram as disciplinas de raciocínio, como a tal matemática moderna, isso atrapalhou muito.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nícolas

    ± 4 dias

    Bom, antigamente existiam disciplinas como economia doméstica, mas como tudo que era ligado aos militares foi extinto, retiraram isto da grade curricular. Eu iria um pouco além no artigo, talvez tentando buscar relacionar o formato de previdência atual com esta questão: a partir do momento que sei que o dinheiro vai pingar lá na frente (Estado provedor), não me sinto estimulado a guardar por conta. E devo concordar com o fator cultural horroroso que nos permeia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Thomas

    ± 4 dias

    O povo não sabe fazer contas e consome como se não houvesse amanhã. Alega que ganha pouco, e que não tem como guardar dinheiro. O mimimi de sempre. Mas há exemplos de brasileiros que começam do zero e conseguem ficar ricos HONESTAMENTE. Só que o exemplo que o povo gosta é do jogador de futebol que compra uma Ferrari, do cantor ou astro que fica milionário, do político megaladrão, ou seja, sempre o caminho mais fácil. Para se sentir importante compra marcas e símbolos. Compra celulares caríssimos e roupas com etiquetas famosas. A classe média vai a Miami fazer contrabando de roupas de grife e acha isso um luxo. Com essa cultura medíocre, não há consultor financeiro que ache alguma salvação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • P

      Pedro Silva

      ± 4 dias

      mimimi de ganhar pouco ? Pra quem não ganha salário mínimo deve ser bem fácil comentar asim.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mario calegari

    ± 4 dias

    Ricardo Duarte disse tudo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • I

    Indignado

    ± 4 dias

    A EDUCAÇÃO FINANCEIRA É NECESSÁRIA. Vejam: [...]O Brasil encerrou o ano de 2018 com um avanço de 4,41% no número de consumidores com contas em atraso, na comparação com 2017, de acordo com dados do Indicador de Inadimplência da (CNDL) e (SPC Brasil). Esta foi a maior elevação desde 2012, quando a inadimplência cresceu 6,8%.[...]. Segundo os dados do indicador, a estimativa é a de que o país fechou o último mês de dezembro com cerca de 62,6 milhões de brasileiros com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas. O número representa 41% da população adulta que reside no Brasil[...]. Fonte: Agência Brasil/SP, 15.01.2019

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 4 dias

    Em um país que mais da metade da população ganha salário mínimo, falar em economizar é uma piada!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • P

      Pedro Silva

      ± 4 dias

      Alexandre: mais da metade dos aposentados não ganha nem 2 mil reais. Nessa idade é necessario comprar remédios. A população também não ganha muito e nao recebe muitos benefícios. Mas viver no castelinho de ilusões é mais facil pra você. O Brasil tem 200 milhões de pessoas, não são somente aqueles que você conhece que permeiam a realidade do resto do país

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Alexandre

      ± 4 dias

      Não é verdade que "mais da metade da população ganha salário mínimo". Confirme suas estatísticas antes de apresentá-las como argumento para ridicularizar as ideias alheias. Além disso, a noção de que quem ganha pouco não consegue poupar é também sinal de analfabetismo financeiro. Você também se beneficiaria de um pouco de instrução nessa área.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    André PC

    ± 4 dias

    Esse povo do mercado financeiro é muito chato. Se acham moralmente superiores por conta de investimentos. Parece a esquerda. Cada um faz o que quiser com seu $.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • ± 4 dias

      Verdade, mas só é de fato rico que tem dinheiro investido. Quem gasta tudo só finge ser rico, na verdade é endividado! E o banqueiro agradece, as grandes marcas também.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro Silva

    ± 4 dias

    5 meses do ano trabalhando pra pagar impostos, impostos sobre consumo, 1000 de salário mínimo, juros abusivos pra comprar casa e carro, maior taxa de juros do mundo no cartão de crédito, e o problema é a educação financeira ? Sem olhar o todo, fica fácil escrever uma materiazinha xôxa e olhar uma parte mínima do problema, como se fosse o ponto central.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    4 Respostas
    • R

      Rubens Marques Farias

      ± 4 dias

      Pedro Silva: os juros na época do ladrão-mor eram de 16% ao ano, agora são 4,25%, então o problema não é de agora.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Z

      Zyss

      ± 4 dias

      Foi no cerne do problema e ainda foi negativo, o povo acha q dá pra economizar dando mais da mais dá metade dos seus ganhos anuais pro estado.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • P

      Pedro Silva

      ± 4 dias

      JF: Achar que o mundo se resume às pessoas que a gente conhece, é no mínimo se trancar no próprio castelinho de ilusões. Há muitos fatores para uma pessoa não conseguir poupar, como financiamentos, filhos , idade e outros. Tem que conhecer bem a realidade da população antes de querer entender o geral da questão.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • J

      JF

      ± 4 dias

      Desculpe -me mas teu comentário e que é xôxo! Encontrar mil justificativas para não se poupar, mesmo nas condições adversas que temos em nosso país, é no mínimo um pensamento medíocre! Conheço pessoas que ganham bem menos do que eu e me fazem passar vergonha, pelo que conseguem fazer com tão pouco dinheiro! Aliás, justificativas perpetuam a mediocridade!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo Duarte

    ± 4 dias

    Brasileiro em geral odeia controle financeiro. Brasileiro quer viver o momento. Brasileiro gosta de torrar o salário até o último centavo e não liga de entrar no especial. Qualquer pessoa com um mínimo de racionalidade em finanças logo é taxada de “mão-de-vaca”, “chata”, etc. Ser parcimonioso com o dinheiro é malvisto. Bonito é ser perdulário, pagar tudo pra todo mundo, esses são aplaudidos como desprendidos, felizes. Não há incentivo social para a prudência financeira, ao contrário. “Mais vale um gosto que dinheiro no bolso”. Esse é o lema do brasileiro em geral (existem muitas exceções, felizmente para o país). Mas é um problema cultural, mais que educacional. Difícil mudar.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • J

      J L

      ± 4 dias

      Mas isto não invalida a necessidade de um educação financeira desde os primeiros anos na escola.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • J

      J L

      ± 4 dias

      Mas isto não invalida a necessidade de um educação financeira desde os primeiros anos na escola.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • R

      Renata

      ± 4 dias

      Comentário perfeito. De fato é uma questão muito mais cultural do que educacional. Afinal hoje a informação é fartamente disponível nas redes, porém o problema parece não recrudescer.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    Vitor Pinto

    ± 4 dias

    Muita novela e poucos (bons) livros.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sergio

    ± 4 dias

    Cada brasileiro custa muito ao país e sobra desperdícil. O acesso universal a educação gratuíta e mal aproveitada pelas famílias é um exemplo. Outro, e o gasto inútil de combate a dengue por culpa das familías. Outro, é excesso de lixo nas vias públicas que causa doenças e enchentes. Outro, é o excesso de dinheiro publico gasto no combate a violência, graças a falta do dever de casa anos atrás, e terem elegidos incompetêntes e corruptos. Só culpa do poder publico?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • R

      Rodrigo

      ± 3 dias

      Outro problema é como existem pessoas a maltratar a língua portuguesa.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Audri Iara Simões

    ± 4 dias

    Fialmente o Brasil irá educar o brasileiro na área de finanças ...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.