• 22/10/2020 14:14
Gastos públicos

Auxílio emergencial ficará contido em 2020, diz secretário

  • 22/10/2020 14:14
  • PorEstadão Conteúdo
    auxilio-emergencial
    Aplicativo auxílio emergencial da Caixa| Foto: Marcello Casal Jr/Agência Bras

    O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, reforçou nesta quinta-feira (21) o compromisso da equipe econômica com o cumprimento do teto de gastos e descartou a prorrogação de gastos emergenciais, como o auxílio emergencial, para o próximo ano. "Mais que uma âncora fiscal, o teto de gastos é super âncora fiscal, temos que seguir", afirmou, em seminário virtual promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Waldery repetiu que os gastos emergenciais do governo para enfrentar a pandemia de covid-19 neste ano chegarão a R$ 607 bilhões, sendo mais de R$ 320 bilhões referentes ao auxílio emergencial.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.