• 02/12/2019 19:14
Subsídios ilegais

EUA ameaçam elevar tarifas à Europa, após novo revés da UE em caso Airbus

  • 02/12/2019 19:14
    • Estadão Conteúdo
    O Airbus A330neo
    O Airbus A330neo| Foto: Airbus/HOPWOOD/master films

    O Escritório do Representante Comercial dos Estados Unidos (USTR na sigla em inglês) anunciou nesta segunda-feira (2) que vai avaliar a elevação de tarifas a produtos da União Europeia após a Organização Mundial do Comércio (OMC) ter rejeitado as últimas apelações do bloco no caso dos subsídios à fabricante de aviões Airbus.

    "As descobertas de hoje confirmam que, apesar de perder em cinco relatórios anteriores da OMC, a Europa permanece mais focada em gerar litígios sem mérito do que em abordar os subsídios maciços à Airbus que continuam a prejudicar a indústria aeroespacial dos EUA e seus trabalhadores", escreveu em um comunicado o representante comercial americano, Robert Lighthizer. O USTR afirma que publicará um Aviso de Registro Federal sobre o processo ainda nesta semana.

    Em outubro, a OMC já havia dado autorização para que os EUA impusessem sanções comerciais de até US$ 7,5 bilhões a produtos da UE, após ter decidido que subsídios concedidos pelo bloco à Airbus são ilegais. Na decisão de hoje, a OMC diz que "com base nas análises e descobertas anteriores, concluímos que a União Europeia não tomou medidas apropriadas para remover os efeitos adversos".

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.