• 20/09/2019 18:40
Cubo Conecta

Para CEO da Descomplica, estudantes precisam pensar como executivos

  • 20/09/2019 18:40
  • PorGazeta do Povo
    Candido Bracher, presidente do Itaú Unibanco e Marco Fisbhen, CEO da Descomplica
    Candido Bracher, presidente do Itaú Unibanco e Marco Fisbhen, CEO da Descomplica| Foto:

    O último painel do Cubo Conecta, evento realizado no Cubo Itaú nesta sexta-feira, 20, tratou do tema educação por um viés da tecnologia. Para isso, foram reunidos Candido Bracher, presidente do Itaú Unibanco e Marco Fisbhen, CEO da Descomplica, a maior plataforma online de educação do Brasil. Mesmo ligado à tecnologia, Fisbhen defendeu que o modelo clássico de educação funciona, mas algumas reflexões precisam ser feitas: “Nosso objetivo não é revolucionar a educação, mas pensar no que existe na tecnologia e nas experiências que pode gerar um feedback mais positivo”.

    O principal ponto para isso, segundo ele, é que professores e alunos comecem a pensar como executivos. “É essencial aprender a aprender, desenvolver uma metaprogressão, entender quais são as próprias curvas de esquecimento, cobrar feedback, ensinar a trabalhar melhor”, sugeriu. Para ele, assim como um executivo faz, é preciso que os envolvidos na educação, treinem, aprendem e aceitem receber ajuda. “Queremos fazer as pessoas saírem melhores do que entraram”, afirmou.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.