• 27/08/2019 08:55
Concorrência na aviação

Passaredo acusa Azul de tentar “roubar” pilotos da companhia

  • 27/08/2019 08:55
  • PorEstadão Conteúdo
    Segundo a Passaredo, mais de 80% de seus pilotos foram procurados pela Azul
    Segundo a Passaredo, mais de 80% de seus pilotos foram procurados pela Azul| Foto: Divulgação Passaredo

    A companhia aérea Passaredo anunciou que pretende tomar medidas jurídicas junto à Justiça e ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) contra a Azul. A acusação é de que o departamento de recursos humanos da empresa rival tem assediado pilotos e copilotos da companhia, entrando em contato “sistematicamente” para oferecer vagas de ingresso imediato para a operação de aeronaves a jato. Segundo o CEO da companhia, Eduardo Busch, mais de 80% de seus pilotos foram contatados por representantes da rival nos últimos três dias.

    Para a Passaredo, a Azul quer prejudicá-la justamente no momento de estruturação de novas operações no Aeroporto de Congonhas. Além disso, Busch argumenta que a Azul está exercendo pressão política e institucional diante da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para impedir o acesso da companhia aos slots que foram redistribuídos da Avianca Brasil. "Uma vez que não tiveram sucesso na pressão política, querem nos prejudicar tentando sabotar outras operações", afirma o CEO. A Azul negou que esteja assediando funcionários de outras empresas

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    Máximo 700 caracteres [0]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.