• 10/11/2020 10:56
Agenda econômica

“Tem acordo político na Câmara e no Senado que não deixa privatizar”, reclama Guedes

  • 10/11/2020 10:56
  • Brasília
Ministro Paulo Guedes e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia: PEC Emergencial pode travar análise do Orçamento 2021 no Congresso.
Ministro Paulo Guedes e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia:| Foto: Edu Andrade/Ascom/ME

Além de afirmar que está "bastante frustrado" com o fato de o governo não ter vendido nenhuma estatal até o momento, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que há um "acordo político" no Congresso para que os projetos de venda de estatais não andem. "Tem acordo político na Câmara e no Senado que não deixa privatizar. Que historia é essa? Precisamos recompor o eixo político para fazer a privatizações prometidas desde a campanha", afirmou nesta terça-feira (10), no evento "Boas práticas e desafios para a implementação da política de desestatização do Governo Federal", promovido pela Controladoria-Geral da União (CGU).

Não é a primeira vez que Guedes fala em acordo político para barrar as privatizações. Ele já mencionou isso recentemente, quando disse que havia um acordo entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e a esquerda. A fala desencadeou uma crise com Maia, que chamou Guedes de "desequilibrado". Depois, os dois se acertaram. O governo reclama, principalmente, da dificuldade de levar adiante o projeto de privatização da Eletrobras, parado na Câmara desde novembro de 2019.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.