Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Brasília – O Conselho Nacional de Previdência Social reduziu de 2,86% para 2,78% ao mês o teto para os empréstimos com desconto direto no benefício para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A medida entrará em vigor a partir da publicação no "Diário Oficial" da União, o que deverá ocorrer até a próxima semana. Para a redução, o conselho levou em conta a redução da taxa básica de juros promovida pelo Comitê de Política Monetária (Copom), do BC. A Selic caiu meio ponto porcentual em cada encontro e hoje está em 13,75% ao ano. De acordo com o Ministério da Previdência, para determinar o teto de 2,78%, foi feita a divisão de 1 ponto porcentual por 12 meses, o que resulta na queda de 0,08 ponto porcentual. Essa é a segunda vez que o conselho sugere um corte no teto dos juros ao INSS. A primeira havia ocorrido em julho. O teto havia sido definido em 2,9% no final de maio com o objetivo de reduzir os juros praticados ao aposentado, que tem as parcelas descontadas na folha de pagamento. As estatísticas mostram que os aposentados com menor poder aquisitivo são os que mais utilizam os empréstimos com desconto em folha de pagamento.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]