Serviço

Uma cartilha com informações sobre a implementação do nono dígito nos telefones móveis está disponível no site da Anatel:

www.anatel.gov.br

A partir do dia 2 de novembro, celulares de mais cinco estados terão o acréscimo do nono dígito nos seus números. A medida vale para o Amapá (DDD 96), Amazonas (92 e 97), Maranhão (98 e 99), Pará (91, 93 e 94) e Roraima (95). Para completar as chamadas, será necessário acrescentar o dígito 9 à esquerda dos atuais números de celular, que passarão a ter o seguinte formato: 9xxxx-xxxx.

No momento da discagem, o nono dígito deverá ser acrescentado por todos os usuários de telefone fixo e móvel que liguem para telefones móveis desses Estados, independentemente do local de origem da chamada. Até o dia 11 de novembro, as ligações discadas com oito dígitos ainda serão completadas, para adaptação das redes e dos usuários.

Gradualmente, até o dia 11 de dezembro, haverá interceptações das chamadas e os usuários receberão mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem. Após esse período de transição, as chamadas marcadas com oito dígitos não serão mais completadas.

Além das adequações técnicas por parte das prestadoras de serviço de telecomunicações, essa medida demandará da sociedade a realização de eventuais ajustes em equipamentos e sistemas privados como, por exemplo, em PABX e agendas de contatos.Vale ressaltar que telefones fixos e rádios não serão alterados. Até 2016, os celulares de todos os Estados terão o dígito 9 no início. A medida, que já foi implementada no Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo, tem como objetivo ampliar os recursos de numeração para o Serviço Móvel Pessoal.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]