i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
redes sociais

China diz que decisão do Twitter de censurar conteúdos o aproxima do país

Na semana passada, a rede social anunciou que eliminará os "tweets" e as contas de usuários nos países onde o Twitter receber ordem da censura afirmando que os conteúdos são ilegais, apesar de os dados eliminados continuarem acessíveis em outros país

  • PorEFE
  • 01/02/2012 11:49

A decisão do Twitter de bloquear mensagens de usuários nos países que o solicitarem pode ajudar a rede social a entrar na China, o maior mercado da internet do mundo, mas também um dos mais limitados pela censura oficial.

Assim indicou nesta quarta-feira o portal oficial "China.org.cn" ao considerar que a empresa americana provavelmente encontrará as portas do mercado chinês abertas pela boa aceitação que teve o anúncio dessa resolução na imprensa oficial.

Na semana passada, a rede social anunciou que eliminará os "tweets" e as contas de usuários nos países onde o Twitter receber ordem da censura afirmando que os conteúdos são ilegais, apesar de os dados eliminados continuarem acessíveis em outros países.

A imprensa oficial chinesa aplaudiu a medida, assim como o jornal "Global Times", que considerou "importante que o Twitter respeite as culturas e ideias dos países para se integrar ao meio local de forma harmoniosa".

O jornal criticou a postura de "ativistas políticos e dissidentes" contrários à iniciativa da rede e defendeu a decisão do Twitter por "ter escolhido ser uma ferramenta política idealista, como muitos esperam, e seguir regras comerciais práticas como empresa".

A China, que superou os 500 milhões de internautas em 2011, é um dos países com aparelho de censura mais sofisticados do planeta, conforme relatórios de grupos de liberdade de imprensa e direitos humanos, no qual o Twitter, o Facebook e até o YouTube só podem ser acessados por um servidor interposto no exterior (VPN).

Por meio desse esquema, os dissidentes chineses, entre eles o polêmico artista Ai Weiwei, encontraram no Twitter uma forma de divulgar suas opiniões e expressar seu descontentamento com a decisão dessa rede social.

Como lembrou o "Global Times", tanto o Twitter quanto o Facebook "tiveram papel fundamental na promoção da Primavera Árabe e os conflitos em Londres no ano passado, mas também há um debate sobre os limites da liberdade de expressão".

Por causa da Primavera Árabe, Pequim aumentou sua repressão contra a dissidência e centenas de ativistas e intelectuais, incluindo Ai Weiwei, que foram perseguidos, detidos e em alguns casos torturados, de acordo com várias ONGs.

A China atingiu a marca de 300 milhões usuários de microblogs em 2011 com empresas locais como Weibo (similar ao Twitter), controlada por Pequim.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.