i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Supersimples

Cobrança indevida

  • Por
  • 30/07/2007 19:53

As empresas que desejam aderir ao Supersimples precisam acertar suas contas com o Fisco. Isso significa quitar ou pedir, até amanhã, o parcelamento de todas as dívidas contraídas até janeiro de 2006 junto à Previdência Social, União, estados e municípios. Mas os próprios estados e municípios não tiveram tempo suficiente de fazer uma triagem entre o que poderia de fato ser cobrado.

"Eles lançaram tudo o que tinham no seu cadastro, sem fazer avaliação se aquelas dívidas estavam prescritas ou não, se estavam sendo contestadas. E muitos débitos que já haviam sido pagos mas que não haviam sido ‘baixados’ no sistema estão sendo cobrados", diz Amaral. O estudo do IBPT concluiu que, de 1,4 milhão de empresas com débito e que podem aderir ao Supersimples, cerca de 400 mil estão sendo cobradas indevidamente. A situação se complica ainda mais porque o prazo curto impede as empresas de demonstrarem que os débitos já venceram ou nem sequer foram cobrados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.