Há um mês, o empresário Antonio Alcântara Cabral (foto) concretizou o sonho de abrir um negócio próprio que une duas das coisas de que mais gosta. Na loja "Pastel de Letras", Cabral vende os salgados no formato da letra escolhida pelo cliente. Jornalista e publicitário, com passagem pela revista "Veja" em São Paulo, Cabral mora há 15 anos em Curitiba, para onde só veio após se certificar de que teria pastel à vontade.

Gazeta do Povo – De onde veio essa idéia?Antonio Cabral – Trabalhei a maior parte da minha vida com comunicação e recebi prêmios por criações publicitárias. Sempre gostei muito de pastel e sabia que, se um dia fosse abrir um negócio, seria uma pastelaria. Mas não podia ser uma qualquer, porque isso tem em toda esquina. Então pensei em juntar comunicação com pastel e vender os pastéis em formato de letras.

Oito anos são muito tempo de pesquisa. Por que tanto?Há um provérbio que acho muito interessante: esse problema, quando for resolvido, será fácil. Pesquisei bastante porque tenho um processo diferente de produção e isso me custou dinheiro. Me precavi e patenteei o processo e a marca. Foi trabalhoso, mas prazeroso. O movimento da loja, com apenas um mês, tem sido muito bom.

Qual é o perfil dos seus clientes?As crianças fazem festa já na entrada, quando vêem as letrinhas. Mas há gente de toda a idade, engravatados, namoradas que levam as iniciais do nome do namorado, senhoras que querem surpreender as filhas...

Serviço: Pastel de Letras, telefone 3338-8138.

***

De carro novo no Costão

O Ford EcoSport reinará no estacionamento do Costão do Santinho nos fins de semana, no que depender do esforço das concessionárias da marca. Não bastasse a "esticada" que a montadora deu no prazo para pagamento, que chega a 84 meses com entrada só no Natal, o fim de semana no Costão virou brinde na compra do EcoSport zero em concessionárias do Paraná e Santa Catarina.

Sugestão da montadora

Cada distribuidor decide se adere ou não à promoção da montadora e compra o número que quiser de pacotes. Há 10 dias, a Metropolitana de Curitiba vem anunciando a promoção, que também teve adesão da Slaviero e da Ford Center. Em Ponta Grossa, três lojas Fancar participam. O prêmio vale por um ano, mas quem quiser ir na alta temporada tem que pagar a diferença.

Sete dias...

Todos os brasileiros pagam CPMF, direta ou indiretamente. E na média cada um de nós trabalha sete dias do ano só para pagar a contribuição provisória mais permanente que se conhece. Há dez anos, eram apenas três dias de suor.

...na boléia

Essas conclusões são do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), que se debruçou sobre uma série de variáveis e descobriu muito mais. Por exemplo, você sabe quem mais paga CPMF? São os profissionais que precisam de insumos e equipamentos para trabalhar. Os campeões são os taxistas e os caminhoneiros, com R$ 241,65 de despesa anual.

Seguro especial

A AGF Seguros ouviu pessoas com necessidades especiais antes de lançar um produto para automóvel, sob medida para as dificuldades. O cliente tem prioridade na central de atendimento, carro reserva com direção hidráulica e câmbio automático, desconto em locadoras para carro adaptado e transporte de documentos. Em caso de perda total, o segurado não paga ICMS e IPI, que representam cerca de 30% do valor do carro.Seguro-assédio

Já a Zurich Seguradora lançou uma apólice de seguros contra práticas trabalhistas indevidas. A empresa fica protegida no caso de funcionário que a processe por assédio moral, abuso de autoridade, discriminação ou cansaço mental adquirido no trabalho. Se o produto existe, deve ter consumidor. Mas o ideal seria não dar motivos...

Depois da venda

A empresa de consultoria em telefonia corporativa Atrium Telecom comemora a conquista de quase 900 clientes em Curitiba em 19 meses de estratégia baseada em pós-venda especial. O diretor comercial Ricardo Araújo prepara dois eventos de apresentação dos produtos até o fim do ano.

Todos a bordo

Um ano depois de sua inauguração, a Tedesco Marina Garden Plaza, de Camboriú, está sendo ampliada. Serão 300 novas vagas até o fim do ano, totalizando 500. A expectativa da prefeitura é registrar aumento de 15% com o turismo náutico. Boa parte desse extra será garantido por clientes da marina de luxo que moram em Curitiba.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]