i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Energia elétrica

Copel registra queda de consumo em 2006

A estatal paranaense totalizou 13.978 GigaWatts/hora (GWh), contra 14.007 GWh no mesmo período do ano anterior

  • PorEwandro Schenkel - Gazeta do Povo Online
  • 07/11/2006 12:49

O consumo de energia elétrica faturado pela Copel registrou queda de 0,2% no acumulado de 2006. Entre janeiro e setembro, a estatal paranaense totalizou 13.978 GigaWatts/hora (GWh), contra 14.007 GWh no mesmo período do ano anterior.

A maior queda foi registrada na classe industrial, com redução de 5,3% no consumo. De acordo com relatório da companhia, divulgado na segunda-feira (6), a retração foi motivada principalmente por três fatores: estiagem e quebra de safra; valorização do real e seus efeitos negativos nas exportações; e a saída de alguns clientes que optaram pelo mercado livre.

Seis grandes consumidores que optaram por comprar energia elétrica de outras empresas e os clientes cativos da Copel acabaram consumindo mais neste ano. No mercado livre as empresas podem negociar energia elétrica mais barata que a oferecida pela estatal. A transmissão até o cliente, contudo, continua passando pelos fios da Copel. Este mercado avançou somente neste ano para 1.360 GWh, com aumento de 63%.

O aumento no consumo de toda a Copel Distribuição, por onde passa também a energia de terceiros, foi de 3,3%, chegando a 15.338 GWh. A classe industrial, sozinha, corresponde a 38,8% do mercado da estatal.

A classe residencial, que representa 25,6% do mercado de energia elétrica faturado, cresceu 2,8% nos primeiros nove meses do ano. Hoje, 2.618.166 residências são atendidas pelo sistema. O resultado, segundo o relatório, foi prejudicado pelo racionamento de água em algumas cidades do Paraná, gerando redução do uso da eletricidade para aquecimento de água.

Com 18,1% do consumo total, o setor comercial obteve o melhor desempenho entre as principais classes, com crescimento de 4,9%. O aumento foi influenciado pelo aumento de número de consumidores (1,8%).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.