Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O crescimento econômico da zona do euro foi muito mais fraco do que o esperado no primeiro trimestre e a inflação permaneceu na "zona de perigo", abaixo de 1%, em abril, apesar de uma modesta aceleração, mostraram dados nesta quinta-feira (15).

A Agência de Estatísticas da União Europeia estimou que a economia dos 18 países que compartilham o euro se expandiu em apenas 0,2% no primeiro trimestre na comparação com os três meses anteriores, ante expectativa de economistas de expansão de 0,4%.

O resultado mais fraco do que o esperado amplia a pressão sobre o Banco Central Europeu para afrouxar mais a política monetária visando a reduzir os riscos de deflação em uma economia que quase não cresce.

Separadamente, a Eurostat confirmou que a inflação acelerou em abril para 0,7% na comparação anual, ante 0,5% em março. Mas ela permanece no que o BCE chama de "zona de perigo" abaixo de 1%, e bem abaixo da meta do BCE de perto mas abaixo de 2%.

Na comparação mensal, os preços avançaram 0,2% em abril, com o núcleo da inflação - que exclui energia e alimentos não processados -subindo 0,2%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]