i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
IPCA-15

Curitiba teve inflação de 0,47% na primeira quinzena de setembro

Segundo o IBGE, o índice foi mais que o dobro do acumulado em agosto; os campeões de aumento foram alimentos e bebidas

  • PorJoão Carlos Fadino, especial para a Gazeta do Povo
  • 20/09/2012 16:42

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (20) a tabela de setembro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15). Os dados mostram uma inflação de 0,47% em Curitiba, mais que o dobro registrado em agosto, que foi de 0,23%.

O aumento de setembro ficou abaixo dos 0,48% nacionais, que subiram 0,33% em julho e 0,39% em agosto. Mesmo assim, o valor é inferior ao registrado no mesmo mês do ano passado, quando houve aumento de 0,53% na inflação.

O total acumulado para o trimestre em Curitiba foi de 1,21%, acima da média geral nacional de 1,20%. O valor é significativamente superior ao do mesmo período de 2011, que foi de 0,90%.

Os campeões de aumento foram os alimentos e bebidas, com 1,44%, superior ao aumento observado em agosto, quando tiveram aumento de 0,99%. O segundo setor mais inflacionado foi o de saúde e cuidados pessoais, com 0,95%, bem superior ao 0,37% observado na variação mensal nacional.

Os transportes tiveram queda de 0,42%, acompanhando as quedas de julho (-0,14%) e agosto (-24%). Houve queda também na educação, com -0,34%, contrariando o aumento de 1,33% da média nacional.No índice geral, a capital com maior aumento no IPCA-15 foi Belém, com 0,87%, seguido por Rio de Janeiro com 0,69%. Em seguida Porto Alegre e Recife com 0,64.

O IPCA-15 abrange as famílias com rendimento mensal entre um e 40 salários mínimos, independente da fonte de renda, que residam nas áreas urbanas das capitais. O nome 15 se deve ao fato de que a coleta é realizada no dia 15 de cada mês.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.