i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
recuo

Desembolso do BNDES cai pela 1ª vez em cinco anos

  • Poragência estado
  • 16/05/2011 12:34

Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) somaram R$ 24,898 bilhões entre janeiro e março de 2011, um recuo de 2% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Esta foi a primeira queda no desembolso desde 2006, considerando-se apenas os primeiros trimestres, informou hoje o banco.

O presidente da instituição, Luciano Coutinho, afirmou que o BNDES está cumprindo seu papel de arrefecer o ritmo de desembolsos para moderar a expansão do crédito neste ano. Segundo ele, os investimentos reduziram o ritmo de crescimento, depois de um forte ano de expansão em 2010. "Estamos contribuindo para moderar a expansão do crédito", afirmou, em entrevista à imprensa para a divulgação dos resultados do banco. Para ele, este é um momento de inflexão de expectativas para a inflação, em que é preciso moderar o ritmo de crescimento para colocar a inflação dentro da meta do governo, cujo teto é de 6 5%.

Coutinho afirmou ainda que a expectativa do banco é alcançar uma taxa de investimentos de, no mínimo, duas vezes a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). "O ritmo de crescimento dos investimentos estava forte demais, fechou o ano (2010) crescendo quase 21,5%. Agora, o objetivo é o crescimento relevante, mas moderado, e acima do crescimento do PIB", disse Coutinho.

De acordo com o presidente do BNDES, houve uma mudança da política operacional do banco, com redução dos níveis de cobertura. "Nós estamos entregando aquilo com que nós nos comprometemos, de moderar a expansão da concessão de empréstimos do BNDES. O ritmo dos investimentos, que estava crescendo a 20%, agora está crescendo a 10%, 11%", afirmou.

Petrobras

Os desembolsos do BNDES somaram R$ 143,1 bilhões no período de 12 meses encerrado em março, uma queda de 1% em relação ao mesmo período do ano anterior. O montante exclui a operação de capitalização da Petrobras, de setembro do ano passado. Segundo o BNDES, o resultado reflete o objetivo do governo de abrir espaço para maior participação do mercado privado de capitais no financiamento de longo prazo do País.

Em março, isoladamente, os desembolsos alcançaram R$ 7,7 bilhões queda de 18% em relação a março de 2010. As consultas recuaram 26% em março, para R$ 15,2 bilhões, o que o BNDES atribuiu à alta base de comparação.

As aprovações cresceram 23% no primeiro trimestre deste ano ante o mesmo período do ano passado, para um total de R$ 36,2 bilhões. No acumulado dos 12 meses até março, cresceram 16%, para R$ 207,4 bilhões, tendo a indústria como destaque. O banco acrescenta que o número de aprovações e de enquadramentos no trimestre mostra que as perspectivas de investimento continuam favoráveis.

Os enquadramentos tiveram expansão de 13% no trimestre, acumulando R$ 37,1 bilhões, e alta de 41% em 12 meses, acumulando R$ 235,4 bilhões. As consultas a novos financiamentos cresceram 17%, para R$ 249 bilhões, nos últimos 12 meses. Os setores de alimentos e bebidas lideraram a análise setorial, com alta de 103% nas aprovações.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.