i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Ocupação

Desemprego tem a menor taxa da série histórica, diz IBGE

Índice de agosto (5,3%) foi o menor registrado entre os oito primeiros meses do ano

  • PorAgência Estado e Folhapress
  • 20/09/2012 06:52

A taxa de desemprego média de janeiro a agosto deste ano ficou em 5,7%, a menor da série histórica calculada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2011, a média dos oito primeiros meses do ano foi de 6,3%. Para o gerente da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do IBGE, Cimar Azeredo, a comparação "mostra uma tendência de queda na taxa de desocupação" na passagem de 2011 para 2012. Assim como no ano passado, agosto registrou a menor taxa de desemprego (5,3%) dos oito primeiros meses do ano.

O contingente de desocupados no País no mês de agosto foi estimado em 1,3 milhão de pessoas no conjunto das seis regiões avaliadas pela PME. O montante foi considerado estável em relação a julho, informou o IBGE. Entretanto, houve uma queda de 10,6% na comparação com agosto de 2011, o equivalente a 153 mil pessoas a menos desempregadas.

A população ocupada somou 23 milhões, o equivalente a um aumento de 0,7% ante julho. Em relação a agosto de 2011, houve aumento de 1,5%, o mesmo que 328 mil pessoas a mais empregadas.

O número de empregados com carteira assinada no setor privado ficou em 11,4 milhões em agosto, resultado considerado estável pelo IBGE em relação a julho. Na comparação com agosto de 2011, houve crescimento de 3,2%, um adicional de 356 mil postos de trabalho formais.

Uma pane no site do IBGE atrasou a divulgação on-line dos dados em 10 minutos hoje. Procurado, o instituto informou que está apurando o motivo da pane.

Rendimento

O rendimento médio real habitual dos trabalhadores, apurado em agosto de 2012 em R$ 1.758,10, para o conjunto das seis regiões, aumentou 1,9% em relação a julho.

Na comparação com agosto de 2011 esta estimativa aumentou 2,3%. A massa de rendimento médio real habitual dos ocupados, estimada em 40,7 bilhões em agosto de 2012, apresentou alta de 2,3% frente a julho. Em comparação com agosto de 2011 esta estimativa cresceu 3,6%.

Metodologia

A PME (Pesquisa Mensal de Emprego) do IBGE, divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (20), é realizada nas regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.