i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Câmbio

Dólar fecha em alta em dia negativo nos mercados financeiros

  • PorG1/Globo.com
  • 05/03/2009 15:25

O dólar comercial fechou em alta nesta quinta-feira (5), acompanhando a piora de humor dos mercados de todo o mundo. No fechamento, atingiu R$ 2,382, com alta de 0,5% sobre a cotação da véspera.

O pacote econômico chinês, anunciado ontem por volta das 23h de quarta-feira (horário de Brasília) pelo primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, não animou os mercados financeiros. Jiabao deu detalhes de um estímulo econômico de US$ 585 bilhões, e assegurou que o país crescerá cerca de 8% em 2009.

Cautela

De acordo com João Medeiros, diretor de câmbio da Pioneer Corretora, "o mercado doméstico de câmbio ainda está muito ligado aos mercados acionários externos". Por isso, as reações negativas e a aversão a risco fazem os investidores ficarem mais cautelosos, o que justifica a compra de dólares.

Além da decpção com o pacote chinês, a montadora norte-americana General Motors informou nesta quinta-feira que seus auditores levantaram uma "dúvida substancial" quanto à sua capacidade de sobreviver a uma falência caso não consiga diminuir as perdas e gerar caixa. Outra grande empresa, a GE, adicionou mais pessimismo aos mercados, com temores de investidores sobre sua divisão financeira e preocupações com relação a um possível declínio na nota de crédito da companhia. Diante deste cenário, mercados de todo o mundo registraram fortes baixas. "Colchão"

Para Marcelo Voss, economista-chefe da Corretora Liquidez, os fundamentos da economia brasileira contribuem para amortecer a desvalorização do real. "Em relação às outras moedas, o real está se depreciando menos", citou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.