i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
negócios

Empresário quer faturar R$ 60 milhões fazendo barba, cabelo e bigode pelo Brasil

Inaugurada há oito anos, "Rei da Barba" conta com três unidades — duas em Curitiba e uma em São Paulo — e acaba de abrir seu processo de franqueamento

  • PorLívia Inácio
  • 16/08/2017 14:57
O proprietário da "Rei da Barba", Rosalvo Gizzi Jr, 33 anos, criou um conceito de barbearia que vai além do trio barba, cabelo e bigode e projeta a expansão de seu negócio. | Elton AraujoDivulgação
O proprietário da "Rei da Barba", Rosalvo Gizzi Jr, 33 anos, criou um conceito de barbearia que vai além do trio barba, cabelo e bigode e projeta a expansão de seu negócio.| Foto: Elton AraujoDivulgação

Lázaro Ramos, Caio Castro e Miguel Falabela são apenas alguns dos famosos que integram a clientela do curitibano Rosalvo Gizzi Jr. Ele é proprietário da rede de barbearias "Rei da Barba", que nasceu há oito anos na capital paranaense e oferece vários serviços de estética masculina.

LEIA MAIS sobre Empreendedorismo

Além das três unidades de Curitiba e São Paulo, a empresa deve ganhar novos pontos nas regiões Sul e Sudeste, agora que acaba de abrir seu processo de franqueamento. A barbearia alcançou R$ 7 milhões em 2016 e espera atingir um faturamento bruto de R$ 60 milhões daqui a quatro anos.

É comemorando estas perspectivas otimistas que Rosalvo se lembra de quando pensou pela primeira vez em abrir o próprio negócio. Ele trabalhava como advogado em um escritório já fazia algum tempo e assim que ouviu uma colega contar de uma nova barbearia que chegava à cidade, pensou em também abrir uma mas com serviços que fossem além do corte de cabelo e barba. "A ideia veio de uma necessidade que eu mesmo tinha”, conta. 

LEIA TAMBÉM: Quiksilver aposta em Curitiba para crescer via rede de franquias

Fascinado por empreendedorismo, o curitibano de 33 anos não precisou pensar muito para abandonar o Direito e investir em uma proposta de barbearia que funcionasse também como um centro de estética para homens. Abriu uma unidade na Rua da Glória, em Curitiba, e quatro anos depois, mudou para a Avenida Vicente Machado. 

Em novo endereço, insistiu na proposta de oferecer serviços que ultrapassassem o trio barba, cabelo e bigode e conseguiu ampliar seu público derrubando velhos tabus de homens que pensavam que se cuidar era coisa de mulher. "Foi difícil a quebra de paradigma no início", lembra.

A queridinha das celebridades 

A “Rei da Barba” cresceu tanto que em 2014 abriu uma nova unidade no Parkshopping Barigui e, depois, outra em São Paulo, na badalada Alameda Lorena, nos Jardins, onde circula muita gente famosa. Isso ajudou a atrair celebridades. A primeira a chegar por lá foi Daniel Peixoto, conhecido como o repórter Alfinete, do Programa Pânico na TV, da Band. Ele gostou tanto do lugar que passou a recomendar o serviço e puxou uma fila de estrelas, como o jogador do São Paulo Lucas Pratto. 

LEIA TAMBÉM: Com blog Aires Buenos, brasileiro ganha R$ 250 mil ao ano na capital argentina

No primeiro trimestre de 2017, a barbearia paulistana, que hoje recebe em torno de 120 clientes todos os dias, registrou um crescimento de 70% em relação aeo mesmo período do ano passado. Para Rosalvo, a abertura da unidade em São Paulo deu certo porque a cidade é grande, promissora e uma excelente vitrine para seu trabalho. "Ela tem o maior mercado de consumo do país e aparece para o mundo", diz. 

Na visão do empresário, o sucesso de seu negócio se deve, em grande parte, aos diferenciais de sua proposta. Enquanto a maioria das novas barbearias recebe os clientes com um atendimento de barba e cabelo e um bar, a “Rei da barba” conta também com uma charutaria, além de serviços de estética, como podologia, tintura, limpeza de pele, peeling e depilação e pacotes como o "Dia do Noivo" e o "Dia do Formando", que incluem massagem, manicure e hidratação. 

LEIA TAMBÉM: Paranaense fatura R$ 4,87 milhões com método próprio de emagrecimento

Outra aposta de Rosalvo são as parcerias com restaurantes. Por meio delas, o cliente pode fazer pedidos estando na barbearia. Em Curitiba, é possível realizar encomendas para o Outback; em São Paulo, para a Burger Joint, hamburgueria do ator Bruno Gagliasso. Ainda assim, o carro-chefe da empresa é o combo barba e cabelo. "É de onde vem 80% do nosso faturamento", revela. 

O homem do século 21 

A nova onda das barbearias sintetiza um desejo cada vez mais comum entre o público masculino: o de se cuidar. Uma pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, por exemplo, mostra que 43% dos homens se consideram super vaidosos. O empresário curitibano acredita muito no crescimento desta tendência, que, para ele, não é nuvem passageira. "Nosso negócio vende uma necessidade básica e tem expansão garantida para os próximos 20 anos”, defende. 

LEIA TAMBÉM: Nova regra do governo pode minar investimento em novas empresas

Foi por isso que resolveu lançar seu processo de franqueamento e projeta abrir 15 franquias nos próximos cinco anos nas regiões Sul e Sudeste. O franqueado padrão deve desembolsar uma taxa de R$ 60 mil, além do pagamento de royaties e de um fundo de marketing. O parceiro conta com um apoio que inclui análises prévias de ponto e mercado, auxílio na contratação de profissionais, treinamento das equipes, assessoria jurídica, de imprensa e de marketing e suporte junto aos fornecedores. 

A “Rei da Barba” também oferece uma opção para quem quer investir, mas não tem perfil administrativo. Neste caso, o interessado faz um investimento e a rede indica um gerente com conhecimento na empresa para assumir a posição de sócio-operador e ganhar um percentual menor."Nosso modelo de negócio foi todo formatado para poder se multiplicar em formato de franquia", conta. 

Firme na ideia de que a vaidade masculina só tende a aumentar, Rosalvo aposta na ampliação do mercado que escolheu há oito anos. "O homem está quebrando a ideia de que se cuidar é apenas para as mulheres, quer melhorar a autoestima. Por isso, temos muito terreno para crescer", defende. "

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.