i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
lista

Franquias apostam no conceito “faça você mesmo” para ganhar clientes; confira opções de negócios

Movimento “do it yourself” incentiva que os consumidores produzam ou reparem algo por conta própria

  • PorDa Redação
  • 21/09/2016 14:54
Com mais de 30 anos de mercado, a Multicoisas tem 201 lojas distribuídas em 20 estados e no Distrito Federal | Divulgação/Divulgação
Com mais de 30 anos de mercado, a Multicoisas tem 201 lojas distribuídas em 20 estados e no Distrito Federal| Foto: Divulgação/Divulgação

Um movimento que ganhou força no Brasil é o “do it yourself” (DIY, sigla em inglês) ou “faça você mesmo”, na tradução para o português. A tendência começou nos Estados Unidos e em pouco tempo se espalhou por diversos países ao propor que as pessoas produzam ou reparem algo por conta própria.

A prática foi difundida para vários setores da economia, como moda, arquitetura e decoração. Muitas pessoas passaram a comprar produtos para fazer seus próprios itens de decoração e organização e outras passaram a confeccionar as próprias roupas.

Mas é no segmento de reparos e manutenções que o movimento DIY tem mais espaço. Há diversas lojas que vendem materiais para consertar coisas, como um chuveiro elétrico – os vídeos no Youtube popularizam o passo a passo.

Confira algumas oportunidades de franquias que apostam na popularização do conceito “faço você mesmo” para ganhar clientes:

Decore & Comemore está no mercado há dois anosAniele Nascimento/Gazeta do Povo

Decore & Comemore

A loja curitibana de artigos para festas Decore & Comemore formatou este ano o negócio para virar franquia. A empresa já está no mercado desde 2014 e faz uma média de 20 eventos completos por mês. Entre os artigos comercializados, estão móveis, louças, papelarias e itens descartáveis. A loja vende ou aluga os produtos e o cliente fica responsável por montar tudo no dia do evento. O público majoritário é a classe B e a maioria dos pedidos é para festas infantis.

Para quem quer ser franqueado da marca, o investimento total para abrir o negócio, que inclui projeto arquitetônico, mobiliário, equipamentos, reforma do imóvel e estoque inicial, fica em torno de R$ 422 mil. O retorno do investimento se dá a partir do 25.º mês de abertura e, em 36 meses, a projeção de faturamento médio mensal é de R$ 109 mil, com lucratividade de 26%. O franqueado pagará mensalmente 5% do seu faturamento bruto em royalties, além de 3,5% que serão investidos em propaganda.

Multicoisas

Rede de franquias dedicada à venda de materiais para reparos e manutenção, a Multicoisas começou como o nome de Multicasa, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, em 1978, especializada em materiais de construção. Após os proprietários perceberem a grande procura por peças e ferramentas para pequenos reparos, lançaram o formato de autosserviço no mercado em 1984. São mais de 4 mil itens disponíveis e 201 lojas distribuídas em 20 estados brasileiros e no Distrito Federal.

O investimento inicial para abrir uma unidade da marca é de R$ 642 mil, valor que inclui R$ 60 mil da taxa de franquia e R$ 70 mil de capital de gripo. É necessário locar um espaço comercial com área mínima de 80 m² e contratar de oito a 12 funcionários. A taxa de royalties é de 5% sobre o faturamento bruto mensal e é cobrado ainda 1% de taxa de publicidade. O retorno do investimento acontece entre 48 e 60 meses.

Casa & Coisa

Atuando no ramo de utilidades domésticas e peças para reparos residenciais, a Casa & Coisa começou em São José do Rio Preto (SP), em 2005. Um ano depois, o negócio foi formatado para virar franquia e já são 12 lojas nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia e Paraná. As lojas contam com mais de 3 mil itens em áreas como cozinha, banheiro, jardinagem, limpeza, informática, elétrica e organização.

Para abrir uma franquia da marca, é necessário investir a partir de R$ 280 mil. O faturamento médio mensal de uma unidade é de R$ 100 mil, com tempo de retorno do investimento estimado entre 36 e 48 meses. O franqueado terá que pagar ainda 5% do faturamento bruto como taxa de royalties. A loja deve ter área mínima de 70 m².

Empreender Gazeta do Povo

Como criar uma marca nacional de celular e esgotar o primeiro lote em menos de 24 horas? Quais são os desafios de gerir um dos maiores grupos de beleza do país? E como inovar na área de mobilidade urbana? Essas e outras perguntas serão respondidas durante o Empreender Gazeta do Povo, evento que reúne nomes consolidados do empreendedorismo paranaense para inspirar quem pensa abrir um negócio próprio.

Os palestrantes da edição 2016 serão o presidente do Grupo Boticário, Artur Grynbaum, o cofundador e CEO da Fleety, André Marim, e o cofundador e gerente de negócios da Quantum, Marcelo Reis. O evento é gratuito e acontece no dia 29 de setembro, no Centro de Eventos da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), a partir das 19h. As inscrições são limitadas e feitas pela internet.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.