Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

ranking

PR tem 11 empresas entre as 100 pequenas e médias que mais crescem no país

Investimento em tecnologia, lançamento de novos produtos e redução de custos estão entre as características comuns aos negócios que dão certo

  • Jéssica Sant’Ana
Socios na construtora Pride, Thiago Thibes e os irmaos Leandro e Leonardo Manenti | Hugo Harada/Gazeta do Povo
Socios na construtora Pride, Thiago Thibes e os irmaos Leandro e Leonardo Manenti Hugo Harada/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Paraná é sede de 11 das 100 pequenas e médias empresas que mais cresceram no país nos últimos três anos. São companhias que, apesar de pressionadas pela variação do câmbio e aumento da inadimplência dos clientes e dos preços dos fornecedores, conseguiram manter taxas de crescimento de dois a três dígitos entre 2013 e 2015.

Os dados fazem parte da 11.ª edição da pesquisa “As PMEs que mais crescem no Brasil”, divulgada pela Deloitte na última quinta-feira (8). O levantamento classificou empresas em fase operacional no país há mais de cinco anos que possuíam receita líquida entre R$ 5 milhões e R$ 450 milhões em 2015. O ranking foi elaborado a partir da taxa de crescimento das companhias no período de 2013 a 2015.

Para ter resultados acima da média, as empresas presentes no ranking investiram em tecnologia, lançaram novos produtos e reduziram custos. Segundo a pesquisa, 88% implantaram metas para redução de gastos, 83% adquiriram máquinas e equipamentos, 83% lançaram novos produtos ou serviço e 75% realizaram investimento em softwares.

Um exemplo é a paranaense Dexter Latina, indústria química especializada em inseticidas e controle de pragas, que ficou na 6.ª colocação estadual e na 44.ª posição nacional, após crescer 66% entre 2013 e 2015. A empresa tem como diferencial o lançamento constante de novos produtos no mercado. São 45 itens no portfólio e mais 30 em estudo, liderados pela equipe própria de pesquisa e desenvolvimento (P&D), formada por oito pessoas.

“No ano passado também investimos em logística e armazenamento, com a verticalização do estoque, e estamos sempre atualizando o parque fabril”, afirma Ricardo Frederico, diretor comercial da empresa. Para isso, a indústria busca linhas públicas de financiamentos.

Outras características comuns às empresas que mais crescem são o foco na atividade principal do negócio (87%), renegociação com fornecedores (74%) e terceirização de atividades (60%). Foi o que fez a Construtora Pride, pequena empresa que mais cresceu no Brasil, após a receita líquida saltar de R$ 1 milhão em 2013 para R$ 7,8 milhões em 2015.

O negócio começou em Curitiba quando os sócios Leandro Manenti, 31 anos, Leonardo Maneti de Souza, 31, e Thiago Thibes, 32, se uniram para criar uma construtora focada em atender a faixa dois do programa Minha Casa, Minha Vida. “Estudamos o mercado e apostamos na faixa dois do Minha Casa, Minha Vida, que é a linha menos afetada pela crise, pois os recursos vêm do FGTS, que está dando lucro”, explica Souza.

Os sócios projetaram a empresa para fugir das altas taxas de juros dos bancos. O negócio é financiado a partir de dinheiro de investidores, que fecham contratos de sociedade em conta de participação. No início, os investidores eram parentes e amigos. Hoje, já somam mais de 80 pessoas. Outro diferencial da Pride é a negociação para compra dos terrenos. “Oferecemos um preço de 10% a 15% mais barato porque negociamos bem a compra da área e temos poucos funcionários”, diz Souza. São oito pessoas na equipe, sem contar os três sócios.

PMEs QUE MAIS CRESCEM

O desempenho das 11 pequenas e médias empresas paranaenses que mais cresceram no país entre 2013 e 2015, segundo a Deloitte:

Empresa

Segmento

Posição ranking estadual

Posição ranking nacional

Receita líquida em 2015 (R$ milhões)

Crescimento entre 2013 e 2015 (%)

Pride Construtora Construção 1.º 1.º 7,8 660
TRC Taborda Atividades financeiras 2.º 9.º 65,3 166
VCG Empreendimentos Atividades imobiliárias 3.º 10.º 78,2 155
Madero Alimentos e bebidas 4.º 14.º 170,4 140
Horus Informática Serviços de TI 5.º 39.º 8,3 72
Dexter Latina Indústria química 6.º 44.º 28 66
NWM - Automação e Sistemas Segmentos da construção 7.º 45.º 16,2 65
Veltec Soluções Serviços de TI 8.º 53.º 24 56
Heads Propaganda e publicidade 9.º 77.º 69 40
Central Server Serviços de TI 10.º 87.º 7,9 34
Premier IT Serviços de TI 11.º 98.º 35,3 29
Fonte: Deloitte

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE