Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Economia
  3. Empresas de tecnologia seguem contratando, mesmo na crise

crescimento

Empresas de tecnologia seguem contratando, mesmo na crise

O Uber, por exemplo, prevê ao menos cinco mil novos postos de trabalho até o fim de 2017

  • Getulio Xavier especial para a Gazeta do Povo
Centro de tecnologia do Google em Belo Horizonte | Nereu JR/Divulgação
Centro de tecnologia do Google em Belo Horizonte Nereu JR/Divulgação
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O cenário de contratações no setor de tecnologia parece ser um ponto fora da curva no contexto complicado em economia se encontra. É um dos únicos que segue recebendo investimentos e crescendo de forma significativa, mas se destaca, principalmente, por seguir contratando. O Uber, por exemplo, prevê ao menos cinco mil novos postos de trabalho até o fim de 2017. Outras grandes de tecnologia já estão com oportunidades abertas.

“O que observamos no setor de tecnologia é que ele continua aquecido, mesmo com a crise. É um setor que ainda demanda de muitos profissionais. Mas o que mais chama a atenção é que é ele vem apresentando salários bons, bem competitivos, que realmente atraem bons profissionais”, explica Luciana Caletti, CEO do Love Mondays.

A CEO destaca ainda que o cenário também é bom quando se leva em conta o fato de que grandes empresas de outros setores devem também apostar em profissionais de tecnologia para reverter situações ruins. “Muitas empresas precisam automatizar processos para reduzir custos e melhorar os canais digitais, que hoje são indispensáveis para qualquer empresa. Por isso, tecnologia é sim uma área que deve contratar bastante”, reforça.

Pequenas e médias empresas também aproveitam esse bom momento, mas o destaque, segundo Caletti, realmente deve ser as vagas nas grandes empresas de tecnologia. “Essas grandes, como Uber, Google e Facebook, crescem em taxas absurdas hoje e por isso precisam contratar. O que a gente vê é que eles são negócios disruptivos, que quebram com um padrão, e por isso crescem tanto nesse contexto ruim”, ressalta Caletti.

Vagas

Entre as grandes de tecnologia, Uber, Facebook e Google se destacam na criação de novas vagas, mas não devem ser as únicas a criar novos postos de trabalho em 2017, há também grandes empresas nacionais que estão com vagas abertas.

No Uber a previsão é de cinco mil novas vagas abertas durante o ano, todas no setor de atendimento na sede em São Paulo. A empresa, que recentemente investiu R$ 200 milhões na operação no Brasil, ainda tem outras dezenas de oportunidades abertas em diferentes áreas. Há vagas para diretor de arte, em São Paulo, ou gerente de operações da região sul, por exemplo.

A gigante mundial Google também não fica atrás quando o assunto é crescimento no Brasil. No ano passado, por exemplo, a empresa, além de ser eleita mais uma vez como a melhor para se trabalhar, inaugurou o segundo escritório no país. Agora, o Google possui sedes em São Paulo e Belo Horizonte, em Minas Gerais, que já abrigava o único centro de engenharia da companhia na América Latina.

Com esse crescimento acelerado e pouco mais de 700 funcionários, é natural que a empresa também amplie a oferta de empregos no país. No momento, por exemplo, algumas oportunidades já estão abertas para atuar em São Paulo e BH. Diferente do Uber, que deve abrir vagas principalmente no setor de atendimento, o perfil das vagas disponíveis no Google são, em grande maioria, para cargos de engenheiros ou gerência.

O Facebook é outra gigante da tecnologia que segue investindo forte nas operações no Brasil, por isso, continua abrindo novas oportunidades em diversos setores no escritório na capital paulista. Há, no momento, dezenas de vagas abertas para trabalhar no Facebook no Brasil, mas, assim como o Google, as oportunidades são, em grande parte, para atuar como engenheiro ou gerente.

LinkedIn e Microsoft também buscam pessoal para reforçar a operação no país. Juntas, as empresas estão com vagas abertas para diversos setores. Entre elas, boa parte é para atuar em São Paulo, mas há oportunidades como Account Executive da Microsft em Brasília.

Brasileiras

Não é só de “gringos” que vive o mercado de tecnologia no Brasil. Empresas como a 99taxis, por exemplo, também receberam grandes investimentos e devem aumentar ainda mais a operação no país. A startup recebeu R$ 100 milhões de aporte e a previsão é de que a empresa contrate mais 250 funcionários nos próximos meses.

Nubank, que já se tornou uma das referências quando o assunto é fintechs, também tem oportunidades abertas em São Paulo. A tendência, porém, é que mais vagas surjam no decorrer do ano, já que 2016 foi o ano de maior crescimento de empresas que atuam no setor no Brasil. O perfil, mais uma vez, é para atuar em cargos com um nível mais alto, no setor de engenharia e executivos.

Empresas como a Bluesoft, que trabalha com soluções de armazenamento de dados, também continuam crescendo e contratando. No momento, são quatro vagas abertas para desenvolvedor de software, consultor de suporte e estagiário de pré-vendas.

Por fim, a Hotmart, que desenvolve software para vendas de produtos, é outro exemplo de grandes empresas do setor de tecnologia que está contratando. Há cargos em vários setores da empresa como desenvolvedores, analistas, designers e redatores.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE