i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Energia

Empresas do setor conseguem liminar que paralisa devolução de usinas

  • PorFolhapress
  • 08/08/2013 17:01

A Justiça Federal de Brasília concedeu uma liminar em favor das empresas elétricas que há cerca de dez anos estão com projetos de usinas hidrelétricas parados. Essas empresas obtiveram a concessão antes de março de 2004, mas não conseguiram entrar em operação por falta de licenciamento ambiental. Há menos de um mês, o Ministério de Minas e Energia decidiu que essas empresas teriam até o dia 9 de agosto para decidir se ainda querem os projetos. Caso haja desistência, as obras serão relicitadas.

Nesta quinta-feira (8), entretanto, o Tribunal Regional Federal da Primeira Região decidiu interromper a contagem desse prazo, por entender que antes de tomarem essa decisão, as empresas devem ter acesso à apreciação do Congresso sobre o assunto.

Essa apreciação é importante, porque a MP 609, convertida em lei pela presidente Dilma Rousseff no mês passado, traz uma emenda que reestabelece os prazos de concessão para essas empresas. Elas teriam, portanto, um novo prazo de 35 anos para construir e operar essas hidrelétricas.

A emenda foi vetada pela presidente, mas ainda há chance de que o Congresso derrube o veto e, assim, esse novo prazo se torna possível.

O argumento acolhido pela Justiça é da Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia Elétrica (Abiape), que defende a manutenção do interesse de todas as companhias participantes caso o prazo seja redefinido.

O efeito da liminar atende a pelo menos sete usinas: Santa Isabel (SP), Murta (MG), Pai Querê (RS), São João (SP), Cachoeirinha (RS), Olho D'Água (PE) e Itumirim (GO).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.