Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 |
| Foto:

História

Conheça um pouco da trajetória da Bematech:

• 1989 – O projeto da impressora matricial para Telex é o primeiro aceito na recém-criada Incubadora Tecnológica de Curitiba (Intec).

• 1990 – Os dois jovens engenheiros que se conheceram em um curso de pós-graduação criam a Betiol & Malczewski Tecnologia, mais tarde abreviada para Bematech.

• 1992 – Após dois anos e meio incubada, a empresa deixa a Intec. No mesmo ano, recebe uma encomenda de 600 impressoras para Telex. A companhia que fez o pedido paga só metade e vai à falência.

• 1993 a 1998 – Percebendo a vida curta do Telex, ainda em 1991 a empresa começa a produzir protótipos de uma mini-impressora para automação bancária. O dinheiro (US$ 150 mil parcelados em 12 vezes) vem de um grupo de oito sócios de Ponta Grossa. A HP é a primeira grande empresa de tecnologia a fechar um contrato de automação bancária com a Bematech (7,5 mil mini-impressoras).

• 2004 – Com o predomínio das vendas de equipamentos para o varejo, a empresa abandona o mercado de automação bancária e se volta para o segmento comercial.

• 2005 – Início do processo de internacionalização.

• 2006 – A Bematech começa a comprar empresas para reforçar sua atuação no mercado e acelerar o processo de internacionalização. Foram oito aquisições até 2008.

• 2007 – A companhia abre capital na Bovespa, captando R$ 406 milhões. No mesmo ano, inaugura duas subsidiárias, uma na Argentina e outra em Berlim, na Alemanha. Hoje, além da fábrica em São José dos Pinhais, tem oito filiais no Brasil e subsidiárias nos Estados Unidos, China, Taiwan, Argentina, Chile e Portugal.

Quem faz

Ano de fundação: 1990

Área: automação comercial

Cidades: Curitiba, São José dos Pinhais, São Paulo, Jundiaí e Rio de Janeiro

Faturamento: R$ 328 milhões (2012)

Crescimento em 2013: 8% até setembro

Quem são os donos: Wolney Betiol (10,1%), Marcel Malczewski (7,3%) e outros acionistas (82,6%).

Quantos funcionários: 1,2 mil

Posição no Brasil: maior empresa de automação comercial nos segmentos de hotéis, restaurantes, supermercados, eletromagazines e cosméticos

Porque é bem feito: nasceu em uma incubadora e se tornou líder do mercado apostando na tecnologia e na inovação

  • Impressora fiscal é o carro-chefe da área de Hardware da Bematech, que representa mais da metade do faturamento da empresa
  • A fábrica da Bematech fica em um galpão, dentro de um condomínio logístico em São José dos Pinhais. Ali são produzidos cerca de 30 mil equipamentos por mês
  • Marcel Malczewski, um dos fundadores da empresa. Hoje, ele integra o Conselho de Administração da Bematech e é gestor do M3 Investimentos, um fundo criado por ele para investir em empreendimentos com potencial de valorização
  • Funcionários testam a mini-impressora fiscal. O item faz parte de um pacote de soluções em automação comercial para o varejo que inclui outros equipamentos, além se sistemas e serviços
  • Boa parte da montagem dos equipamentos é feita manualmente pelos funcionários
  • Desde abril de 2011, Cleber Morais é o diretor-presidente da Bematech. O executivo chegou à empresa com uma bagagem de 23 anos no mercado de TI
  • Sete em cada dez estabelecimentos comerciais informatizados usam a tecnologia da Bematech, seja em hardware, software, serviços ou o pacote completo
  • A empresa que começou com dois engenheiros tem hoje 1.200 funcionários, 120 deles dedicados a área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D)
  • Aproximadamente 65% dos componentes usados na produção dos equipamentos são importados da China
  • – Bematech investe R$ 15 milhões por ano em pesquisa e desenvolvimento (P&D), o equivalente a 4,5% da sua receita. Engenheiros estão em Curitiba, Jundiaí e Taipei, em Taiwan
  • Sete em cada dez estabelecimentos comerciais informatizados usam a tecnologia da Bematech, seja em hardware, software, serviços ou o pacote completo
  • De 5% a 15% dos equipamentos produzidos pela Bematech são exportados para mais de 16 países. A empresa tem unidades nos Estados Unidos, China, Taiwan, Argentina, Chile e Portugal
  • Funcionária da Bematech trabalha na montagem de um CPU de tamanho menor, específico para estabelecimentos do varejo
  • Além de abastecer o varejo brasileiro, equipamentos da Bematech são exportados para estabelecimentos no Peru, Paraguai, Uruguai, Venezuela, Panamá, Equador, México, América Central, Leste Europeu e Espanha

Em uma sala de 15 metros quadrados na Incubadora Tecnológica de Curitiba (Intec) nasceu uma das maiores empresas de automação comercial do país. Vinte e quatro anos depois do primeiro projeto, a Bematech tem mais de 500 mil clientes no Brasil e no exterior, quatro mil revendas parceiras, 1,2 mil funcionários e um faturamento de mais de R$ 300 milhões.

SLIDESHOW: Confira fotos da empresa

Nada mal para uma empresa que quase "nasceu morta", como diz um dos fundadores, Marcel Malczewski. Do mercadinho de bairro à rede hoteleira, sete em cada dez estabelecimentos informatizados usam a tecnologia da Bematech no ponto de venda.

A empresa é a materialização de um objetivo compartilhado pelos engenheiros eletrônicos Wolney Betiol e Malczewski. Os dois se conheceram num curso de pós-graduação em informática industrial, uniram dois projetos complementares e criaram uma impressora matricial para Telex – foi o primeiro empreendimento da Intec.

Havia mercado e eles tinham um grande cliente interessado, mas a falta de dinheiro e a vida curta do Telex quase puseram fim à empresa. Rapidamente os sócios mudaram o foco do negócio. "Decidimos aplicar o software em uma mini-impressora para automação bancária", conta Malczewski.

Se a Bematech é hoje líder em equipamentos e soluções para o ponto de venda, deve muito a essa capacidade de reinvenção. Entre 2000 e 2004, os fundadores mudaram novamente o foco, da automação bancária para a comercial. Os anos seguintes foram de abertura para o mercado internacional e aquisição de empresas.

A Bematech cresceu com pacotes completos de automação comercial. Antes focada nos equipamentos, passou a oferecer também softwares e serviços. Em 2012 sua receita avançou 11% e, apesar dos ventos pouco favoráveis da economia, neste ano cresceu, em média, 8% de janeiro a junho. Hoje 61,2% do faturamento vêm da área de equipamentos, sobretudo impressoras fiscais. Outros 29,6% vêm dos softwares e pouco mais de 9,2%, de serviços.

Brasil e exterior

A fábrica em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba, produz 30 mil equipamentos por mês, entre computadores, mini-impressoras, leitor de código de barras e terminais para pedidos na mesa. De 5% a 15% dos produtos são exportados para 16 países.

Além das oito filiais no Brasil, a Bematech tem subsidiárias na China, Taiwan, Argentina, Chile, Portugal e Estados Unidos, onde são fabricadas cinco mil unidades de equipamentos para o mercado norte-americano. A área internacional representa 10% do faturamento da companhia.

Investimento em P&D dá impulso a software

Uma das empresas de maior sucesso entre as nascidas em incubadoras, a Bematech conhece exatamente o valor da inovação. Por isso, investe 4,5% da sua receita – R$ 15 milhões em 2012 – na manutenção de três centros de pesquisa e desenvolvimento (P&D), localizados em Curitiba, no Lactec, Jundiaí (SP) e em Taiwan, local escolhido a dedo pela proximidade de um dos grandes polos tecnológicos do mundo.

"Queremos estar próximos às novas tendências tecnológicas do mercado de automação", diz Cleber Morais, CEO da Bematech, que chegou em 2011. Juntos, os três centros de P&D têm 120 funcionários.

Em Jundiaí são desenvolvidos todos os sistemas de gestão comercializados pela empresa. É neles que a Bematech aposta agora para elevar seu faturamento. Enquanto a receita da área de hardware registrou avanço de 11% em relação aos números de 2011, o lucro do setor de softwares cresceu 26%, consolidando-se como a área que mais cresce na empresa.

Um dos exemplos dos novos negócios é a parceria que a Bematech CMNet – subsidiária voltada ao setor hoteleiro – fechou em setembro com a Buscapé Company, para oferecer reservas de hotéis por meio de dispositivos móveis.

Além disso, o aplicativo Hotel Asap permite que os hóspedes reservem e paguem suas diárias diretamente pelo celular. Por enquanto, há parceria com cerca de 600 estabelecimentos no Sul e Sudeste, mas a ideia é ampliar o benefício para todo o país e a hotéis do exterior.

Bematech

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]