Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 |
| Foto:

Quem faz

Fundação: 1963, em Londrina

Área: Hotelaria

Em que cidades atua: Atibaia (SP), Barueri (SP), São Paulo, Foz do Iguaçu, Curitiba, Cascavel, São José dos Pinhais, Londrina, Joinville (SC), Rio de Janeiro, Assunção e Buenos Aires

Faturamento: US$ 140 milhões (2012)

Donos: Família Vezozzo (Alceu Ântimo Vezozzo Filho é o presidente)

Funcionários: 2 mil

Posição no mercado: É uma das dez maiores redes hoteleiras do Brasil e a maior rede brasileira internacional

Por que é bem feito: Porque apostou no capital humano e na prestação do serviço, tornando-se referência de bom atendimento no setor

  • Corredor de um hotel Bourbon. Rede está presente hoje em quatro estados e dois países do Mercosul
  • Quarto de um dos hotéis da rede Bourbon. Nova aposta da empresa está em empreendimentomidscale, com serviços reduzidos, mas de alto padrão de qualidade
  • Alceu Vezozzo Filho, na direção da rede Bourbon desde janeiro de 2013:
  • Fachada do Bourbon Curitiba Convention Hotel, no centro da capital paranaense, uma das referências da rede
  • Símbolo da rede Bourbon na janela no Curitiba Convention Hotel. Nome foi inspirado no antigo negócio da família Vezozzo na década de 1960, o Café Bourbon
  • Atendimento no Bourbon Curitiba Convention Hotel, no centro da capital paranaense: ao todo, a rede tem 2 mil funcionários

A Rede Bourbon Hotéis & Resorts comemorou 50 anos de atividade no último dia 31. Administrada pela família Vezozzo há três gerações, a empresa é uma das dez maiores do país no ramo e está apostando na diversificando de portfólio para crescer ainda mais. Ao todo são doze hotéis corporativos e dois resorts em quatro estados brasileiros, no Paraguai e na Argentina.

SLIDESHOW: Veja fotos do hotel

Com uma trajetória que se mistura à própria história do Paraná – o nome da rede surgiu do primeiro negócio da família, o plantio de café da variedade Bourbon, na época em que o estado dominava o cultivo do grão no país –, os planos da empresa se voltam agora para o mercado de franquias e parcerias estratégicas em outras praças.

No exterior

Ainda em 2011, a empresa inaugurou o Bourbon Conmebol Assunção Conven­tion Hotel, no Paraguai. Neste ano, passou a operar em Buenos Aires, na Argentina, o hotel-boutique Be Jardin Escondido by Coppola, com apenas sete apartamentos no Palermo Soho.

Os dois empreendimentos são resultados de parcerias entre a empresa paranaense e sócios externos. No caso do Paraguai, o hotel de seis andares, 145 apartamentos e 13 suítes foi resultado de uma sociedade com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). A administração, por meio de contrato de concessão de 25 anos, caberá exclusivamente à rede Bourbon.

A experiência deu tão certo que, segundo Alceu Vezozzo Filho (que recebeu a direção da rede das mãos de seu pai em janeiro deste ano), a cidade de Assunção é hoje um modelo para a hotelaria, graças, em grande parte, ao desempenho do Conmebol Convention Center.

Em Buenos Aires, o parceiro foi um famoso diretor de cinema e amigo de Vezozzo Filho. Francis Ford Coppola, diretor da trilogia O Poderoso Chefão, emprestou nome e marca para um empreendimento exclusivo. "Fizemos uma revisão em todo o edifício e estamos contentes com o resultado: um projeto arquitetônico encantador", conta. "É um produto que oferece uma experiência agradável, dos quartos ao serviço, da decoração ao profissionalismo", diz.

Franquias

No mesmo ano em que inaugurou o Conmebol Con­vention Center, a rede Bour­bon também apostou em um novo modelo de atuação. O Bourbon Dom Ricardo Aeroporto Curitiba Business, no caminho da capital para o terminal de passageiros, serviu de projeto-piloto para franquias da marca. Com base na experiência, a empresa lançará ainda neste ano o Rio Ho­tel by Bourbon. O empreendimento, segundo Vezozzo Fi­lho, será um produto midscale, com serviços reduzidos, "mas de excelente padrão, e arquitetura moderna e confortável".

"Nós não apostamos em projetos aventureiros. Nossa preocupação não é abrir um número gigantesco de unidades. Optamos por garantir retorno aos investidores, com projetos sustentáveis de crescimento e com qualidade na prestação de serviço", esclarece. Na linha do Rio Hotel by Bourbon, estão previstas unidades em São José dos Pi­nhais, Ponta Grossa e Foz do Iguaçu; Botucatu e Limeira (SP); Macaé (RJ) e Ciudad Del Este (Paraguai).

Sem lugar para hospedar os parentes, família abriu hotel

A ideia de criar um hotel em Londrina na década de 1960 veio da necessidade da família Vezozzo, à época produtora de café, de hospedar os parentes que vinham visitá-la. "A família tinha também uma construtora. Decidimos investir na construção de hotel", afirma Alceu Vezozzo, que liderou a empresa até janeiro deste ano.

Os primeiros anos do hotel, porém, não foram fáceis. "Por causa das geadas, o campo quebrou e o hotel não dava lucro. Tivemos de colocar dinheiro da construtora nele", revela Alceu. Na época, o hotel tinha 45 quartos.

Na década de 1970, a família investiu em um de seus maiores sucessos: o Bourbon Cataratas Convention & Spa Resort. Naquela época, ainda sem a hidrelétrica de Itaipu, Foz do Iguaçu não tinha muita projeção. "Não tinha nada na cidade. Mas achei que tínhamos potencial", lembra Vezozzo. O empreendimento foi aberto em 1973, com 180 apartamentos.

A década seguinte foi de aquisições. A compra do Hotel Windsor, em São Paulo, em 1982, inaugurou a primeira operação fora do Paraná. Em 1988, a família comprou um antigo hotel na Rua Cândido Lopes, no Centro de Curitiba, e após 18 meses de reforma o transformou em uma referência hoteleira para a cidade e o país.

Foi na gerência do Bourbon Curitiba Convention Hotel que Alceu Vezozzo Filho, hoje na direção da rede, implantou inovações significativa nos serviços, na gastronomia e na forma de lidar com os colaboradores.

Bourbon

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]