Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Em agosto do ano que vem, Maringá vai sediar o Brazil Air Fest, primeiro evento de grande porte sobre aviação no Paraná. A estimativa é de um custo de R$ 300 mil para realizar a feira, que deve movimentar 15 mil pessoas e mais de cem aviões. A programação inclui exposição, workshops, palestras, negociações, shows e outras atividades ligadas à aviação. A data, entre 23 e 26 de agosto, ainda não é oficial, mas foi escolhida após uma avaliação de dados meteorológicos dos últimos 20 anos, que mostram que o final de agosto tem menos chuva e um céu com boa visibilidade – além de não haver outros eventos aeronáuticos em curso no país.

"Penso que o Brasil suporta até quatro eventos deste porte e há só dois", afirma o engenheiro de desenvolvimento da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), Victor Emmanuel da Rocha Pietrobom, que também é consultor da AeroBusiness Assessoria e Consultoria, de São José dos Campos (SP). Ele comenta que inspirou o evento de Maringá na Expo Aero Brasil (EAB), em Araras (SP). A feira já está em sua décima edição, recebe um público médio de 60 mil pessoas e chega a movimentar US$ 60 milhões com a venda de aeronaves e prestação de serviços. Uma comissão de Maringá esteve na última edição da EAB, no início de outubro, para fazer contatos.

O Brazil Air Fest será realizado no Aeroporto Silvio Name Junior, numa área de 120 mil metros quadrados. Na segunda-feira, a AeroBusiness apresentou o plano de negócios ao prefeito Silvio Barros, que confirmou apoio ao evento. A articulação para conquistar patrocinadores também começou, com contatos com bancos, distribuidoras de combustível e empresas aéreas, entre outras.

O foco da Brazil Air Fest será a aviação experimental, com aeronaves de pequeno porte (que podem custar entre R$ 40 mil e R$ 150 mil), bastante utilizadas nos EUA e Europa em pequenos deslocamentos e pulverização de lavouras. O Brasil tem 17 grandes fabricantes de aeronaves, além de centenas de construtores amadores – 444 deles estão em São Paulo e 50 no Paraná.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]