i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Japão

Governo do Japão não sinaliza mudança no câmbio

  • PorAgência Estado
  • 23/08/2010 08:24

O presidente do banco central do Japão (BOJ, na sigla em inglês) Masaaki Shirakawa, e o primeiro-ministro do país, Naoto Kan, conversaram por telefone hoje sobre o possível impacto da valorização do iene na economia japonesa. Mas os dois não abordaram a possibilidade de uma intervenção no mercado de câmbio.

As duas autoridades "discutiram os movimentos recentes do mercado de câmbio e as condições econômicas no país e no exterior" e concordaram em "manter estreita comunicação, conforme o necessário", afirmou um porta-voz do BOJ.

Para muitos participantes do mercado, o diálogo sinalizou que o governo japonês está pressionando menos o BOJ do que o esperado. O secretário-chefe do Gabinete japonês, Yoshito Sengoku, também afirmou que o governo pode promover uma reunião direita entre Shirakawa e Kan no futuro. Após a conversa telefônica, as chances de o Comitê de Política Monetária do BOJ realizar uma reunião emergencial nesta semana parecem ter sido reduzidas.

Em dezembro, o banco central promoveu uma reunião similar entre o presidente do BOJ e o então primeiro-ministro Yukio Hatoyama para anunciar um programa de empréstimos de três meses, em meio à pressão para conter a alta do iene. Alguns participantes do mercado ficaram desapontados com as notícias sobre a conversa de hoje. Eles esperavam que Shirakawa e Kan se encontrassem pessoalmente durante a semana para mais discussões sobre a política monetária.

As conversações entre o primeiro-ministro japonês e o presidente do BC se seguiram à recente queda do dólar para a mínima em 15 anos, de 84,72 ienes. O declínio tem alimentado as preocupações de que o fortalecimento da moeda japonesa pode reduzir o vigor do crescimento da economia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.