Avianca-aeronave-voos-cancelados
Aeronaves da Avianca podem ter decolagens barradas por funcionários em greve. Em recuperação judicial, empresa tem cancelado voos e atrasado salários. (Foto: Divulgação)| Foto:

Pilotos, copilotos e comissários de bordo da Avianca Brasil anunciaram que entrarão em greve por tempo indeterminado a partir da próxima sexta-feira (17). A paralisação começa às 6h, nos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ).

Os grevistas pretendem impedir decolagens da empresa que estão agendadas para os dois terminais. Mesmo os voos em trânsito, aqueles que tem escala naqueles aeroportos, serão barrados. A decisão foi tomada após assembleia dos funcionários, realizada na noite desta segunda-feira (13).

Em recuperação judicial desde fevereiro, a Avianca tem atrasado o pagamento de salários e benefícios, como o vale-alimentação. De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a companhia teria também iniciado processo de demissão de pilotos e comissários nesta semana.

A informação repassada pelo SNA é de que a greve só será encerrada quando reivindicações dos funcionários forem atendidas. Os trabalhadores cobram a regularização dos salários, o pagamento de diárias, vale-alimentação, férias atrasadas e depósitos de FGTS.

De acordo com o sindicato, todos os funcionários devem aderir à paralisação. No entendimento dos tripulantes da Avianca, os atrasos nos pagamentos geram uma situação de tensão que tem potencial para colocar em risco a segurança operacional.

De acordo com as normas da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o passageiro que for impactado pelo cancelamento de voos tem o direito de optar pelo reembolso integral do valor pago, pela reacomodação em outros voos da própria companhia ou de outra empresa aérea que ofereça a rota e ainda fazer a viagem em outra modalidade de transporte. A depender do tempo de espera, o cliente também deve ter hospedagem e alimentação pagas pela responsável, regra que já foi descumprida pela companhia.

Até a tarde desta terça-feira (14), o site da Avianca ainda não trazia a relação de voos que serão cancelados a partir do dia 17. A lista que consta da página tem mais de 800 trechos nacionais cancelados com datas entre 13 e 16 de maio. Questionada pela Folha, a companhia não comentou a paralisação.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]