i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Energia

Grupo vai a Brasília contra fechamento de usina da Petrobras no PR

Cidade de São Mateus do Sul está mobilizada para manter unidade de xisto em funcionamento

  • PorBruna Kobus
  • 29/01/2016 18:15
 | Daniel Derevecki/Gazeta do Povo
| Foto: Daniel Derevecki/Gazeta do Povo

Representantes de São Mateus do Sul, cidade no Sul do Paraná, vão se reunir com o ministro de Minas e Energia, Carlos Eduardo de Souza Braga, para pedir a manutenção da unidade de exploração de xisto da Petrobras, a Six, na cidade. A audiência será na próxima quarta-feira (4), em Brasília, e contará com algumas lideranças políticas que se posicionaram contra o fechamento, como o do deputado estadual Hussein Bakri.

Também foi criada uma frente política liderada pela senadora Gleisi Hoffmann e composta pelo deputado João Arruda, líder da bancada dos deputados federais do Paraná na Câmara, e pelo ex-integrante do Conselho Administrativo da Petrobras Márcio Zimmermann.

A ameaça do fechamento da unidade foi levantada no início do mês, pelo vereador Omar Picheth. Ele afirma que os investimentos na Six estão em queda e que há um grupo de estudos técnicos que analisa o desempenho da unidade e sua viabilidade.

A assessoria da Petrobras nega a existência de qualquer grupo de estudos. A empresa informou, apenas, que irá fechar por aproximadamente 30 dias para manutenção, a partir de 13 de fevereiro. O intervalo de parada é chamado de Oil to Oil e já foi realizada na unidade anteriormente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.