Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

As empresas paranaenses criaram 6,7 mil empregos com carteira assinada em janeiro, no saldo entre contratações e demissões, o que representa um acréscimo de 0,25% no número de trabalhadores formais no estado.

Os setores da indústria e de serviços foram os principais responsáveis pelo crescimento. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta sexta-feira (27) pelo Ministério do Trabalho.

O saldo foi o mais fraco para meses de janeiro desde 2009, quando o estado gerou 1,6 mil postos de trabalho formais. Em janeiro de 2014, o Paraná admitiu quase 12 mil trabalhadores, já descontadas as demissões.

Apesar de modesto, o resultado do Paraná pode ser considerado positivo em meio à deterioração do mercado de trabalho brasileiro. Na soma de todos os estados, o país fechou 81,8 mil postos de trabalho no primeiro mês do ano. Apenas quatro unidades da federação fecharam o mês com saldo positivo: Santa Catarina (14,6 mil vagas), Rio Grande do Sul (8,3 mil), Mato Grosso (6,3 mil) e o Paraná.

Para o ministro do Trabalho, Manoel Dias, o dado negativo deve-se a fatores sazonais. “Os setores que tradicionalmente fazem demissões nesse período, por questões como o fim do período de férias, foram os que mais perderam vagas”, disse, em nota.

Prestadoras de serviço

Chamou atenção o bom resultado da indústria paranaense. O setor, que havia demitido 8,2 mil pessoas ao longo de 2014, admitiu 4,1 mil trabalhadores em janeiro. As atividades industriais que mais preencheram vagas no mês passado foram as de madeira e mobiliário (771 vagas), têxtil (753) e mecânica (665).

Apesar do bom desempenho da indústria, as empresas que mais contrataram no Paraná foram as prestadoras de serviços, com 4,5 mil vagas no mês passado. Também ampliaram o quadro de pessoal os setores da construção civil (2,1 mil), agropecuária (104 pessoas), serviços industriais de utilidade pública (93) e indústria extrativa mineral (58). Por outro lado, o comércio teve o pior desempenho, fechando 4,1 mil vagas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]